Clique e assine a partir de 9,90/mês

Jaqueline comemora retorno à seleção brasileira de vôlei

Por Da Redação - 14 set 2011, 17h12

Por AE

Saquarema – De volta à seleção brasileira feminina de vôlei, a ponteira Jaqueline não esconde a alegria durante a preparação da equipe, em Saquarema (RJ), para a disputa do Campeonato Sul-Americano. Ela ainda não defendeu o Brasil nesta temporada, depois de ter pedido dispensa no começo de maio, quando ficou sabendo que estava grávida – depois, acabou perdendo o filho que esperava com o também jogador de vôlei Murilo.

Mesmo quando teve a gravidez interrompida, Jaqueline pediu um tempo para se recuperar psicologicamente antes de retornar à seleção. Agora, porém, ela voltou a fazer parte do grupo. E treina forte para poder estar entre as 12 jogadoras que vão disputar o Campeonato Sul-Americano, entre os dias 27 de setembro e 3 de outubro, no Peru – o técnico José Roberto Guimarães ainda precisa cortar três atletas.

“Estou super feliz. Tento aproveitar ao máximo essa chance. Me empenho diariamente para seguir no grupo. Estou aqui para somar e ajudar da melhor forma possível”, afirmou Jaqueline. “Passei por uma situação difícil, mas isso já é passado. Tive o aval da família, dos amigos e de toda a seleção. Precisei passar um tempo do lado da minha família, mas já estou pronta para me dedicar integralmente ao vôlei”, completou.

Continua após a publicidade

Campeã olímpica nos Jogos de Pequim, em 2008, Jaqueline sempre teve lugar cativo na seleção nos últimos anos. E seu retorno também foi comemorado por Zé Roberto. “Ela passou por um momento difícil, que já foi superado. Nós sentimos a falta dela nas primeiras competições do ano. É uma jogadora de muito volume de jogo, que traz novas opções para a equipe. Ela é completa em todos os fundamentos”, revelou o treinador.

Agora, Jaqueline disputa vaga na seleção brasileira com outras quatro ponteiras (Sassá, Paula Pequeno, Mari e Fernanda Garay), sendo que uma delas deve ser cortada do grupo para o Sul-Americano. Na competição no Peru, o Brasil buscará uma das duas vagas em disputa para a Copa do Mundo, que, por sua vez, acontecerá em novembro, no Japão, e classificará os três primeiros colocados para a Olimpíada de Londres.

Publicidade