Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Jamaicano Asafa Powell é punido por 18 meses por doping

Ex-recordista dos 100m rasos testou positivo para oxilofrina, um estimulante

Por Da Redação 10 abr 2014, 16h41

Ex-recordista mundial dos 100 metros rasos, o jamaicano Asafa Powell foi suspenso nesta quinta-feira por 18 meses por doping. A punição foi anunciada pela Comissão Antidoping da Jamaica depois de o velocista de 31 anos ter testado positivo para oxilofrina (estimulante proibido pela Agência Mundial Antidoping) em seletiva para o Mundial de Atletismo, em junho do ano passado.

Leia também:

Wada estuda realizar exames antidoping em fios de cabelo

Laboratório na Suíça fará antidoping no Mundial 2014

A punição confirmada nesta quinta é retroativa e começou a valer no dia 21 de junho de 2013, data em que foi coletada a amostra. Assim, Powell, medalha de ouro no revezamento 4x100m nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, estará livre para participar novamente das competições a partir do dia 20 de dezembro deste ano. Na decisão tomada em Kingston, na Jamaica, os três membros do painel de Comissão Antidoping da Jamaica disseram que a suspensão a Powell foi unânime.

Leia também:

Ben Johnson: 25 anos depois, campanha contra o doping

Continua após a publicidade

Mundial de Moscou: 7 atletas flagrados no teste antidoping

Em julho, quando soube da punição, Powell disse que o resultado do teste foi surpreendente e que nunca trapaceou em sua carreira. Ele culpou um treinador recém-contratado, o canadense Christopher Xuereb, por ter fornecido suplementos que continham o estimulante proibido. No início da semana, Sherone Simpson, integrante da equipe jamaicana feminina de revezamento 4×100, recebeu a mesma punição de Powell e também culpou o treinador.

Leia também:

Pego no doping, tenista croata é suspenso por nove meses

Agência Mundial Antidoping suspende laboratório brasileiro

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade