Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Itália mostrou que Espanha pode ser batida, diz Parreira

Coordenador técnico da seleção garante que Brasil tomará a iniciativa na final

“Não é hora de mudar. É manter aquilo que vem dando certo até agora. O Brasil em casa tem que tomar a iniciativa do jogo”, afirmou o coordenador técnico da seleção

O coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, mostrou confiança depois de acompanhar ao empate em 0 a 0 entre Espanha e Itália pela semifinal da Copa das Confederações – os atuais campeões mundiais se classificaram nos pênaltis e enfrentam o Brasil na final. Para ele, o desempenho dos italianos na partida prova que a celebrada seleção espanhola não é uma equipe invencível.

Leia mais:

Em batalha épica, Espanha bate Itália e decide com Brasil

A façanha italiana: dividir a posse de bola com a Fúria

“A Itália fez um primeiro tempo maravilhoso, mostrando que com vontade, determinação e inteligência, a Espanha pode ser batida”, afirmou Parreira em entrevista à imprensa. O coordenador técnico disse também que está “na hora” da Espanha, invicta nos últimos 29 jogos, perder: “Vai acontecer”. E para alcançar o objetivo de derrubar os espanhóis e conquistar o título no próximo domingo, Parreira garantiu que o Brasil não vai abdicar do ataque. “Estive conversando com Felipão e a comissão técnica, não é hora de mudar. É manter aquilo que vem dando certo até agora. O Brasil em casa tem que tomar a iniciativa do jogo.”

O assistente aproveitou para destacar o trabalho de Luiz Felipe Scolari e o crescimento da seleção durante a Copa das Confederações. “O Brasil está num momento sensacional, o time ganhou confiança, tem uma cara, o Felipão fez um trabalho maravilhoso durante um mês, estamos há cinco jogos sem perder jogando contra campeões do mundo. Temos uma grande expectativa, sabendo que iremos jogar muito bem”, comentou.

(Com agência EFE)