Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Itália e Alemanha podem carimbar passaporte para o Brasil

Holanda e Suíça também têm chances de garantir a vaga na rodada desta terça. Na América do Sul, Argentina e Colômbia podem entrar no grupo à noite

Os argentinos podem conseguir a vaga mesmo sem vencer, desde que o Uruguai não vença a Colômbia – seleção que precisa só de um empate

Itália, Alemanha, Holanda e Suíça podem ser as primeiras seleções europeias classificadas para a Copa do Mundo. As quatro equipes podem sair da rodada desta terça-feira já garantidas no Mundial, que até agora tem apenas cinco equipes asseguradas (além do Brasil, país-sede, Japão, Austrália, Irã e Coreia do Sul). As partidas desta terça valem pela penúltima rodada das Eliminatórias da Europa. A seleção que parece estar mais próxima da vaga é a Itália, que derrotou a Bulgária na última sexta-feira e pode selar a classificação com uma vitória sobre a República Checa. Os italianos nunca garantiram a vaga com tanta antecedência. Eles têm 17 pontos no Grupo B, à frente da Bulgária, com 10. O técnico Cesare Prandelli poderá contar com a volta da grande estrela da equipe, o atacante Mario Balotelli, que estava suspenso.

Já a Alemanha precisa derrotar as Ilhas Faroe e torcer para que a Suécia não vença o Cazaquistão para se classificar para o Mundial. Caso marque um gol, o atacante Miroslav Klose se tornará o maior artilheiro da história da seleção. �Apesar da fragilidade do adversário, o técnico Joachim Low está preocupado com os desfalques de sua equipe. Schweinsteiger, Gundogan, Gotze, Bender e Reus estão machucados. A Holanda também depende de uma combinação de resultados para garantir uma viagem ao Brasil no ano que vem, precisando derrotar a fraca Andorra e esperar que a Romênia não vença a Turquia. Após o fiasco na Eurocopa de 2012 (com três derrotas e eliminação na fase de grupos), Louis Van Gaal substituiu Bert van Marwijk no comando da seleção laranja e transformou a equipe.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Após um decepcionante empate em casa com a Islândia, por 4 a 4, a Suíça terá de derrotar a Noruega fora de casa e esperar que a partida entre Islândia e Albânia não tenha vencedor para garantir uma vaga na Copa. As demais chaves europeias não terão uma definição nesta terça. �No Grupo H, a Inglaterra enfrentará a Ucrânia em Kiev numa partida de grande importância. �Os ingleses, que ficaram muito tempo atrás de Montenegro na classificação, assumiram a liderança do grupo na última sexta. A Inglaterra tem 15 pontos e está empatada com os montenegrinos, que têm um saldo de gols menor. Outro gigante em apuros, a França precisa acabar com uma série de cinco jogos sem marcar gols para superar a Bielorrússia, mirando pelo menos um lugar entre as melhores segundas colocadas da fase de grupos, o que dá acesso à repescagem.

América do Sul – O continente que receberá a Copa do ano que vem deverá conhecer mais duas seleções classificadas (além do Brasil) nesta terça. Líder e vice-líder das Eliminatórias sul-americanas, a Argentina e a Colômbia estão perto da vaga. Os argentinos podem conseguir a vaga mesmo sem vencer, desde que o Uruguai não vença a Colômbia. Se isso ocorrer, uma vitória simples será o suficiente. O adversário é o Paraguai, fora de casa. Já os colombianos precisam apenas empatar com o Uruguai, quinto colocado, em Montevidéu, para garantir matematicamente a classificação. A Colômbia tentará se beneficiar dos desfalques do Uruguai, quinto colocado. O técnico Óscar Tabárez não contará com a dupla de zaga titular, formada por Diego Lugano e Diego Godín, suspensos, nem com o lateral Martín Cáceres e o atacante Diego Forlán, machucados.

(Com agências France-Presse e EFE)