Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Itália chama brasileiro para Eurocopa, e suspeito é mantido

Thiago Motta está na lista dos 23 convocados. Depois do escândalo envolvendo apostas, lateral Criscito foi cortado, mas Bonucci, também investigado, continua

Prandelli justificou a convocação de Bonucci afirmando que o jogador ainda não havia recebido nenhum comunicado sobre as investigações

O técnico da seleção da Itália, Cesare Prandelli, divulgou nesta terça-feira a lista definitiva com os 23 jogadores que disputarão a Eurocopa, a partir de 8 de junho. Entre eles está o volante de origem brasileira Thiago Motta, atualmente no Paris Saint Germain. Com 29 anos, nascido em São Bernardo do Campo, o ex-jogador do Barcelona e da Inter de Milão foi convocado pela primeira vez no ano passado, para um amistoso contra a Alemanha. Desde então foram mais seis jogos com a camisa italiana e um gol marcado, contra a Eslovênia, nas Eliminatórias para a Eurocopa.

Outro destaque da convocação de Prandelli foi a inclusão do zagueiro Leonardo Bonucci, da Juventus, investigado no escândalo de combinação de resultados e fraudes apostas esportivas. A lista italiana, que inicialmente contava com 32 jogadores, já havia sido reduzida ontem, com o corte do goleiro Viviano, dos defensores Astori, Bocchetti e Criscito e dos meias Cigarini, Schelotto e Verratti. Os últimos cortados, nesta terça, foram o zagueiro Andrea Ranocchia, da Inter de Milão, e o atacante Mattia Destro, do Siena.

Prandelli justificou a convocação de Bonucci afirmando que o jogador não havia recebido nenhum comunicado sobre as investigações em curso. Entre os cortados de segunda-feira, o lateral-esquerdo Criscito, do Zenit, foi retirado do elenco por causa do seu suposto envolvimento no esquema. O jogador recebeu intimação da promotoria de Cremona dentro da concentração da seleção italiana, em Florença, na região central do país. As acusações sobre Criscito são referentes ao ano passado, quando defendia o Genoa. A seguir, a lista final dos italianos para a disputa da Eurocopa:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Juventus), Morgan De Sanctis (Napoli) e Salvatore Sirigu (PSG).

Defensores: Ignazio Abate (Milan), Federico Balzaretti (Palermo), Andrea Barzagli (Juventus), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Christian Maggio (Napoli) e Angelo Obinze Ogbonna (Torino).

Meias: Daniele De Rossi (Roma), Alessandro Diamanti (Bologna), Emanuele Giaccherini (Juventus), Claudio Marchisio (Juventus), Riccardo Montolivo (Fiorentina), Thiago Motta (PSG), Antonio Nocerino (Milan) e Andrea Pirlo (Juventus).

Atacantes: Mario Balotelli (Manchester City), Fabio Borini (Roma), Antonio Cassano (Milan), Antonio Di Natale (Udinese) e Sebastian Giovinco (Parma).

(Com agência EFE)