Clique e assine a partir de 9,90/mês

Irã proíbe mulheres na plateia de jogo da Liga Mundial de Vôlei

Não está clara razão da proibição, mas público feminino está banido também de estádios de futebol no país islâmico

Por Da Redação - 22 Jun 2014, 09h45

As mulheres, inclusive as jornalistas credenciadas para acompanhar o evento, foram impedidas de assistir à partida pela Liga Mundial de Vôlei masculino entre Irã e Itália, prevista para este domingo, informou a imprensa iraniana. “As mulheres estão proibidas de entrar no estádio nas próximas três partidas que serão realizadas em Teerã”, diz texto da agência de notícias iraniana Irna, sem dar mais detalhes sobre esta decisão.

O Irã está no grupo A do torneio, junto com Brasil, Polônia e Itália, e deve enfrentar os italianos no complexo esportivo Azadi, em Teerã, neste domingo. Segundo o site de notícias Khabaronline, a polícia impediu a entrada das mulheres na primeira partida contra os italianos, inclusive as jornalistas credenciadas, na sexta-feira passada.

Nas partidas anteriores, apenas as jornalistas puderam entrar, enquanto que as torcedoras que ficaram de fora protestaram nos arredores do complexo. Segundo a imprensa local, o vice-presidente encarregado da Família e das Mulheres, Shahindokht Molaverdi, protestou contra a proibição, afirmando que ela não existia até o momento para partidas de vôlei.

O acesso aos estádios de futebol está proibido para mulheres no país, oficialmente por causa do comportamento obsceno de alguns torcedores do sexo masculino.

Continua após a publicidade

(Com agência AFP)

Publicidade