Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Internado, João Havelange não apresenta alteração em seu quadro

João Havelange, ex-presidente da CBF e Fifa, não teve alterações no seu quadro clínico nesta sexta-feira. Internado no Hospital Samaritano, do Rio de Janeiro, o dirigente de 95 anos continua sendo tratado por conta de um processo infeccioso em seu tornozelo direito e, assim, inspira cuidados do corpo médico.

Em tratamento desde domingo, quando deu entrada no Hospital Samaritano, Havelange demonstrou uma evolução na última quinta-feira, quando passou a respirar sem a ajuda de aparelhos, situação que ainda se mantém. Apesar disso, o ex-mandatário da Fifa não tem previsão de alta.

Um novo informativo sobre sua situação deverá ser divulgado pelo corpo médico no próximo sábado. Além de presidente da Fifa entre 1974 e 1998, João Havelange foi, também, jogador de pólo aquático, e disputou os Jogos Olímpicos de 1936 e 1952.

No final de 2011, deixou o cargo que detinha no Comitê Olímpico Internacional (COI), alegando problemas de saúde. Na época, a imprensa especulou sobre uma possível ligação entre a renúncia e as investigações sobre um esquema de corrupção.

De acordo com a emissora britânica BBC, Havelange e Ricardo Teixeira, que recentemente renunciou ao cargo de presidente da CBF, teriam recebido até R$ 15,1 milhões da ISL, empresa responsável pelo marketing da Fifa, em troca de vantagens em contratos da entidade.

Veja o boletim médico divulgado nesta sexta-feira:

João Havelange, 95 anos, permanece internado na Unidade Coronariana do Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo o médico João Mansur Filho, depois de visita hoje, 23.03.12, o estado clínico do Presidente de Honra da Fifa ainda inspira cuidados.

O tratamento com antibióticos para combater o processo infeccioso diagnosticado no tornozelo direito (artrite séptica), com celulite (uma infecção na articulação) segue em andamento.

No momento João Havelange respira sem a ajuda de aparelhos.

Não há previsão de alta.

A equipe médica que o acompanha emitirá um novo boletim em 24 horas.

João Mansur Filho

Cardiologista

Chefe da Unidade Coronariana do Hospital Samaritano – RJ

Alcino Affonseca

Ortopedista