Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Inter demite o técnico Odair Hellmann

Ele estava no cargo desde novembro de 2017 e não conquistou títulos

Por Gazeta Press - Atualizado em 10 out 2019, 17h22 - Publicado em 10 out 2019, 17h18

O técnico Odair Hellmann deixou o Internacional nesta quinta-feira, 10, depois de quase dois anos no cargo. Ele não suportou a pressão depois de perder a final da Copa do Brasil e acumular resultados ruins no Campeonato Brasileiro, como a derrota da última quarta para CSA, em Alagoas.

Membros da diretoria do clube gaúcho se reuniram durante a tarde para planejar o prosseguimento da temporada. O presidente Marcelo Medeiros, os vice-presidentes do Conselho de Gestão e o vice-presidente de futebol Roberto Melo decidiram pela saída do treinador. Alvo de protestos da torcida ao lado de Hellmann, Melo segue no cargo.

Odair, que foi jogador do próprio Inter e posteriormente auxiliar, inclusive da seleção brasileira campeã olímpica na Rio-2016, ganhou sua primeira oportunidade como treinador principal em novembro de 2017. Desde então, comandou o Inter 116 vezes, com 61 vitórias, 27 empates, 28 derrotas para 60,3% de aproveitamento, marcando 151 gols e sofrendo 89.

Sob seu comando, o Inter terminou o Brasileiro de 2018 na 3ª colocação após o acesso da Série B. Nesta temporada, acumulou os vice-campeonatos do Campeonato Gaúcho, para o Grêmio, e da Copa do Brasil, para o Athletico-PR, além da eliminação nas quartas de final da Libertadores para o Flamengo. Odair deixa o time na 6ª colocação do Brasileiro com 38 pontos somados.

Publicidade