Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inter decepciona, perde para Juan Aurich e enfrenta Flu nas oitavas

Mesmo com uma atuação decepcionante, o Internacional garantiu classificação às oitavas de final da Copa Libertadores da América. A equipe do técnico Dorival Júnior foi ao Peru e realizou uma partida pobre, saindo com uma derrota por 1 a 0 para o Juan Aurich, lanterna do Grupo 1. O gol foi marcado pelo atacante Tejada, de cabeça, em falha de marcação do zagueiro Bolívar.

A vitória do Santos sobre o The Strongest, porém, garantiu por tabela a classificação colorada. Com a derrota no Peru, o Inter termina a fase de grupos como o vice-líder de pior desempenho entre todos os classificados às oitavas de final. Assim, a equipe gaúcha fará um duelo doméstico com o Fluminense, melhor time da competição até agora, na próxima fase. A primeira partida será em Porto Alegre, e a segunda no Rio de Janeiro.

O primeiro tempo do Inter foi muito fraco. Os jogadores reclamaram do forte vento que batia no Estádio Elías Aguirre, além do piso sintético, que dificultou a adaptação dos jogadores. A equipe sofreu o gol aos 13 minutos e criou poucas chances para empatar, não se impondo em momento algum. Na etapa final, o jogo ficou mais aberto, mas quem dominou foi o time peruano. O Colorado criou oportunidades nos minutos finais, mas não superou o bom goleiro Penny.

Antes de enfrentar o Fluminense, o Inter agora volta a campo no domingo que vem. A equipe do técnico Dorival Júnior enfrentará o Veranópolis, às 16h, no Beira-Rio, pela semifinal da Taça Farroupilha, o segundo turno do Campeonato Gaúcho.

O jogo – Praticamente classificado, o Internacional só não passaria de fase perdendo o jogo e com uma derrota do Santos para o The Strongest na Vila Belmiro. O primeiro tempo foi decepcionante. Aos sete minutos, a equipe de Dorival Júnior foi prejudicada pela arbitragem, que não viu um puxão sobre Bolívar dentro da área.

Seis minutos depois, o mesmo Bolívar seria protagonista de outro lance capital da partida: após cruzamento da direita, o zagueiro colorado não subiu com Tejada, que testou firme e abriu o placar para o Juan Aurich. O gol perturbou o Inter, que não conseguiu impor sua maior qualidade técnica no primeiro tempo.

Mesmo assim, a equipe gaúcha criou chances. Aos 19, Gilberto chutou cruzado e o goleiro Penny segurou firme. Aos 26, o goleiro peruano fez nova defesa em falta batida por D’Alessandro. No minuto seguinte, aproveitando cobrança de escanteio, o zagueiro Índio quase empatou, de cabeça. Foi a melhor chance do Inter no primeiro tempo. Depois disso, o ritmo caiu. Quem ainda chegou com perigo foi o time da casa, aos 43, mas Muriel defendeu a tentativa de Chiroque

Com Jajá no lugar de Gilberto, Dorival Júnior procurou dar ao Inter mais velocidade no segundo tempo. O jogo ficou mais aberto. Logo no primeiro minuto, Muriel defendeu arremate de Valencia. Aos sete, grande chance desperdiçada pelo Colorado: D’Alessandro apanhou sobra com a perna canhota e finalizou ao lado da trave de Penny. A resposta peruana veio aos 10: Cueto Sánchez fez fila, limpou Bolívar com facilidade e arrematou raspando o poste de Muriel, já dentro da área

Sem criação de jogadas e com muitos erros de passe, Dorival tirou Dátolo e colocou Jô, para que Damião tivesse um companheiro na frente. O time peruano, no entanto, continuou melhor: aos 21, Chiroque recebeu cruzamento, passou para Tejada, que tentou um chapéu, mas foi brecado na hora da conclusão por Kleber. Aos 27, Cueto Sánchez cobrou falta que quase entrou no ângulo.

A equipe peruana seguia mais perto de ampliar que de sofrer o empate no segundo tempo. Aos 30, Tejada emendou uma bicicleta na área do Inter e Muriel salvou. O Colorado só voltou a atacar com perigo aos 33, quando Leandro Damião deu sua primeira conclusão no jogo, mas Penny agarrou sem problemas. Aos 35, Nei cobrou falta que passou perto do gol peruano. Aos 42, Jô chutou cruzado e Penny fez grande defesa, mandando para escanteio. Três minutos depois, Kahn puxou contra-ataque e deixou Tejada na cara de Muriel, que defendeu.