Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

‘Injustiçado’ no River, Román quer honrar indicação de Arce no Verdão

Por Da Redação 13 jan 2012, 17h35

O zagueiro paraguaio Adalberto Román é apontado pela torcida do River Plate como um dos vilões do rebaixamento do clube de Buenos Aires para a segunda divisão argentina, mas chega ao Palmeiras com a moral de quem foi indicado pelo ex-lateral direito Arce, dono de história vitoriosa no clube paulista. Para dar a volta por cima, ele sabe que precisará barrar atacantes como Neymar, Luis Fabiano e Adriano no Paulistão.

‘Tenho que trabalhar muito duro, sei que vou enfrentar atacantes muito bons, os melhores. Será um pouco difícil marcá-los, mas tratarei de fazer o meu máximo para corresponder às expectativas do clube que defendo’, disse o atleta de 24 anos, que foi apresentado nesta sexta-feira e agora espera retomar a boa fase que vivia no Libertad, clube em que começou a carreira.

‘Quero recuperar o nível que tinha antes. Fui injustiçado (no River Plate), mas estamos expostos a isso. Essa é uma oportunidade para ressurgir como jogador, espero aproveitá-la’, emendou. ‘Sinto tristeza pelo que aconteceu, mas a vida é feita de desafios e temos que nos superar dia a dia. Fui julgado por uma partida, mas essas coisas passam. Tenho uma boa oportunidade de me recuperar’.

A partida que prejudicou a passagem de Román pelo River foi contra o Belgrano, no mata-mata que acabou definindo a queda do clube da capital argentina. Na ocasião, ele cometeu um pênalti ao colocar a mão na bola, lance que despertou a ira da torcida e o fez jogar poucos minutos nos últimos seis meses.

Ainda longe da forma física ideal, o paraguaio treinou com bola pela primeira vez com o restante do grupo pouco antes de posar para fotos com a camisa do clube. Ele não está confirmado no amistoso deste sábado, contra o holandês Ajax, mas já pensa até em voltar para a seleção de seu país – foi convocado em 2009.

‘Ser indicado por Arce significa uma responsabilidade muito grande. O Paraguai está jogando as Eliminatórias e acho que jogar aqui, onde ele jogou, pode me abrir as portas’, completou, lembrando que o ex-jogador é técnico da seleção.

Román chega emprestado por um ano. O Palmeiras pagou US$ 200 mil dólares pela negociação e terá a opção de comprar os direitos econômicos do atleta por US$ 3,5 milhões ao término do vínculo.

Continua após a publicidade
Publicidade