Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ídolos do esporte brasileiro são homenageados no Bosque da Fama

Grandes nomes do esporte brasileiro foram homenageados nesta segunda-feira, no Parque das Bicicletas, na capital paulista. Organizado pela Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação de São Paulo e pelo Panathlon Club, o Bosque da Fama contou com atletas como Fabiana Murer, Marcelo Negrão e Emerson Fittipaldi nesta quarta edição de 2011.

Sob forte sol, ícones das mais variadas modalidades esportivas se reuniram para relembrar seus feitos notáveis, tanto atuais como do passado. Representando o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, o presidente do Sindiclube, Cezar Roberto parabenizou os atletas homenageados.

‘É muito importante que se saiba sempre que o atleta é aquele que nunca nos decepciona, trazendo apenas glória, alegria e honra para o nosso país. Digo muito obrigado em nome do nosso Comitê Olímpico Brasileiro’, disse o representante.

Atual campeã mundial no salto com vara, Fabiana Murer comemorou a chance de poder ser imortalizada no Bosque da Fama. ‘Fiquei muito contente de ter essa oportunidade de deixar meu nome na memória do Brasil através de uma árvore, que vive por tanto tempo e pode ajudar as pessoas a lembrarem do meu nome no futuro’, explicou.

Idealizador do Bosque da Fama, o professor Henrique Nicolini deixou claros os motivos de homenagear os atletas com o plantio de árvores ao invés de imortalizar seus feitos em placas.

‘Não concordávamos em simplesmente homenagear grandes feitos com um pé do atleta. Um pé no cimento não simboliza nada. O certo seria homenagear com uma árvore, que representa a vida, a ecologia e a longevidade. Acreditando nesta idéia, creio que teremos ainda muitas outras edições do Bosque da Fama.

Um dos escolhidos para plantar uma muda de árvore no evento, o ex-piloto Emerson Fittipalti falou em nome de todos os atletas e destacou o desempenho dos atletas para chegar ao ponto de serem homenageados desta forma.

‘Quanto esforço e dedicação, quanta competição para chegarem neste bosque não passamos para termos isso para a nossa memória e das próximas gerações. É uma honra estar aqui entre tantos campeões que representam e representaram o Brasil. Temos obrigação como esportistas de deixar exemplo para os jovens no futuro’, encerrou o bicampeão da Fórmula 1.