Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ibson ignora revolta da Ponte e vê Flamengo prejudicado por árbitro

Por Da Redação 7 jun 2012, 00h37

Nem Roger, nem Vagner Love. O protagonista da partida entre Ponte Preta e Flamengo foi o árbitro Wagner Reway. O matogrossense desagradou os alvinegros, que reclamaram principalmente do gol de empate do adversário, mas também não deixou os rubro-negros satisfeitos.

‘Se você analisar o jogo, é o Flamengo quem tem que reclamar da arbitragem. Houve um claro rodízio de faltas, e a gente ia se dirigir ao árbitro de uma forma sadia e levava o amarelo para intimidar. É impressionante, não pode falar com o juiz mais’, declarou Ibson, que, assim como Vagner Love, foi advertido por reclamação.

Já durante o primeiro tempo, Wagner Reway ouviu gritos de ‘vergonha’ das arquibancadas do Moisés Lucarelli por supostamente deixar de apitar algumas faltas para os donos da casa. Mas o lance de maior indignação aconteceu já nos acréscimos do segundo tempo, quando o árbitro marcou escanteio para o Flamengo sem a bola ter desviado em qualquer jogador da Ponte. Na cobrança, saiu o gol de Vagner Love.’Fizeram uma pressão incrível, mas achei que não houve nada de mais com a arbitragem. Achei que o juiz foi bem, e não é porque empatamos. O árbitro erra para os dois lados’, apontou o técnico Joel Santana.

Após o gol de empate do Flamengo, o atacante Roger foi expulso por reclamação. Ao final do jogo, a comissão técnica alvinegra foi em direção ao árbitro, que logo foi cercado pelo policiamento. A torcida da Ponte, por sua vez, jogou pedras no gramado.

Continua após a publicidade
Publicidade