Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ibson admite má fase no Santos e mira crescimento com sequência de jogos

Contratado por 4 milhões de euros junto ao Spartak de Moscou, da Rússia, o volante Ibson ainda não conseguiu conquistar o carinho da torcida do Santos com suas atuações. Tanto que o próprio jogador admitiu que ainda precisa melhorar com a camisa do Peixe, visando ganhar seu espaço dentro do concorrido meio-campo santista.

‘Eu voltei (ao país), fiz cinco jogos e, quando estava começando a me adaptar, tive uma lesão (contusão no músculo adutor da coxa esquerda). Depois, voltei no clássico com o Corinthians e fiz uma boa partida. Contra o América-MG foi a minha pior atuação, mas contra o Figueirense não fui tão mal’, disse Ibson, se referindo a última apresentação da equipe, na derrota para os catarinenses, no sábado passado, na Vila Belmiro.

Consciente de que precisa crescer de produção na equipe alvinegra, o volante enumerou as dificuldades que vem tendo no seu período de readaptação ao futebol brasileiro. ‘O primeiro fator é a temperatura. Aqui é muito calor e lá é mais frio. Além disso, na Rússia, os jogos são em campos sintéticos, o que torna as partidas mais rápidas. Aqui, nós jogamos em grama natural. É totalmente diferente’, comentou.

Problemas à parte na sua readequação ao futebol nacional, Ibson sabe que precisa crescer de produção com a camisa do Santos. Para isso, o meio-campista pensa que a sequência de jogos é essencial para que ele volte a apresentar um rendimento parecido com o da época em que se destacou no Flamengo, atraindo o interesse de clubes do Velho Continente.

‘Estou trabalhando forte e, como vamos ter uma semana mais longa, vou poder treinar bastante para estar em melhores condições diante do Fluminense (sábado, em Volta Redonda). Já pude fazer três partidas desde o meu retorno após a lesão e, com o decorrer dos jogos, acredito que poderei render cada vez melhor. Mas o meu principal objetivo é sempre ajudar o Santos a conquistar as vitórias’, finalizou.