Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ibrahimovic ganha estátua (sem camisa) em sua cidade natal

Atacante discursou diante de uma multidão de fãs em Malmo, no sul da Suécia

Zlatan Ibrahimovic inflou ainda mais o seu conhecido ego nesta terça-feira, 8, ao inaugurar uma enorme estátua sua, erguida pela Federação Sueca de Futebol, em Malmo, cidade natal do atacante, no sul do país.

Situada em uma praça entre os dois estádios de futebol de Malmo, a estátua de bronze, com quase três metros e cerca de 500 quilos, mostra o jogador, de calção e sem camisa, com os braços abertos, forma como costuma celebrar seus gols.

Na base da estátua estão inscritos os títulos conquistados pelo atacante, hoje com 38 anos, ao longo de uma carreira recheada de troféus em clubes como Ajax, Inter de Milão, Juventus, Milan, Barcelona e Manchester United.

“Alguns jogadores ganham troféus, outros ganhas estátuas. E há ainda os que ganham troféus e estátuas. (…) Quando você for a Nova York, pode ver a estátua da Liberdade. Na Suécia, vê a estátua do Zlatan”, brincou o irreverente atacante diante de um multidão de fãs.

Em seu discurso, o jogador, que é filho de refugiados bósnios e croatas e cresceu na periferia da cidade, exaltou suas origens humildes. “Este é um símbolo para os que não se sentem bem-vindos, não se encaixam ou sentem que não são como os outros. Se eu posso, qualquer um pode. Não sou mais especial que ninguém, embora seja o melhor no que faço”, afirmou o filho mais famoso de Malmo.

View this post on Instagram

We are Zweden!!!

A post shared by Zlatan Ibrahimović (@iamzlatanibrahimovic) on

Ibrahimovic disse que, depois de duas décadas como profissional, sentiu como se um ciclo se fechasse com a homenagem em Malmo. O jogador do Los Angeles Galaxy, dos EUA, no entanto, pretende seguir atuando “enquanto o corpo aguentar”.

A Federação Sueca de Futebol revelou em 2016 que homenagearia Ibrahimovic com uma estátua por ser maior artilheiro da história da seleção, com 62 gols. A ideia inicial era que a escultura fosse colocada em frente à Friends Arena, em Estocolmo, mas foi descartada por causa do peso excessivo da obra.