Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hulkenberg reclama de preocupação com segurança

O alemão Nico Hulkenberg não está satisfeito com a constante preocupação com a segurança dos membros das equipes da Fórmula 1 no Bahrein. O país, que vive intenso confronto político e social, recebe a categoria neste fim de semana e membros da equipe Force India presenciaram um embate entre manifestantes e a polícia local.

Segundo a imprensa europeia, funcionários do time pediram para deixar o Bahrein após ficarem presos em meio a um conflito, em que coquetéis molotov caíram próximos ao carro em que estavam. A informação não foi confirmada pela escuderia.

‘Obviamente não é certo que esse tipo de coisa aconteça. Estamos aqui para correr. A F-1 é um negócio de entretenimento e acontecimentos como esse não deveriam acontecer conosco’, avaliou o alemão. ‘Não sei realmente se os protestos estão certos ou errados. É difícil dizer. Não sou um político, sou piloto, mas isso não deveria estar acontecendo’, completou.

Na temporada passada, o Grande Prêmio do Bahrein abriria o calendário da Fórmula 1, mas os conflitos políticos e sociais fizeram com que a prova fosse adiada. Como a situação no país não foi resolvida, a corrida foi cancelada. Em 2012, a realização da prova chegou a ficar ameaçada por conta dos protestos, mas foi confirmada.

‘Não é certo que tenhamos que nos preocupar com isso, mas as coisas são assim, vamos ver e torcer para que o resto do fim de semana seja bom e calmo’, disse Hulkenberg, que afirmou se sentir seguro no Bahrein.