Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hipismo: Cavaleiro brasileiro é eliminado por ferir cavalo

Stephan Barcha foi desclassificado da disputa do salto individual e por equipes nesta terça-feira por abusar do uso da espora

O cavaleiro brasileiro Stephan Barcha foi desclassificado da disputa do salto individual e por equipes nesta terça-feira por abusar do uso da espora em seu cavalo. Os ferimentos no animal foram detectados por uma comissão de veterinários após as provas.

O exame obrigatório detectou que Barcha feriu seu cavalo, Landpeter do Feroleto, e comprovou que o brasileiro exagerou no uso das esporas durante sua apresentação. A comissão, no entanto, não divulgou a gravidade do ferimento do animal.

Com a desclassificação, a nota de Stephan Barcha será descartada para a prova de equipes. Apesar da eliminação, a equipe do Brasil avançou à final em primeiro lugar e deve disputar a medalha na quarta-feira. Sua eliminação não prejudicou o time brasileiro, já que, segundo o regulamento, a pior nota entre os quatro representantes do país é sempre descartada e Barcha havia obtido a menor pontuação.

Na reta final, contudo, o Brasil não poderá descartar mais nenhuma nota e os três membros da equipe, Eduardo Menezes, Doda de Miranda e Pedro Vaniss precisarão de apresentações com poucos erros para conquistar uma medalha.

LEIA MAIS:
Cavalo refuga e brasileiro sofre queda no hipismo
‘Hipismo terá condições ideais na Rio-2016’, diz veterinário

Stephan Barcha é substituto de Rodrigo Pessoa, que foi escalado como cavaleiro reserva pelo técnico americano George Morris. Após perder a titularidade, o campeão olímpico dos Jogos de Atenas, em 2004, abriu mão de seu lugar na seleção brasileira.

Individuais – A volta desta segunda também contou como a segunda classificatória da prova individual. No total, são três classificatórias e os 20 melhores cavaleiros competem por medalhas também em duas rodadas finais. O cavaleiro com o melhor desempenho nestas duas fases vence. As rodadas finais acontecem na sexta-feira.

No individual, onze competidores disputam a liderança, entre eles, os brasileiros Doda Miranda, com o cavalo Cornetto K, e Pedro Veniss, com o cavalo Quabri de L’isle. Em 15º está Eduardo Menezes, junto com Quintol. Além das competições de salto, o hipismo dos Jogos Olímpicos têm competições de adestramento e cross country.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Adriana Becker

    Ah Bigbrother ele foi DESQUALIFICADO por veterinários e fiscais OLÍMPICOS, não por técnicos de 5a. Aras… Me poupe de justificativas baratas.

    Curtir

  2. Filipe Bottrel Reis

    Que reportagem mais esdrúxula! Ferimento de 3 cm em um animal atleta de 600 kg é a mesma coisa que nada. A espora de hipismo não tem roseta e isso costuma acontecer em saltos muito fortes. A expulsão do conjunto (cavalo e cavaleiro) é uma prerrogativa das Olimpíadas e extremamente rigorosa. Isso é absolutamente normal. Ou alguém acha que o cavalo da holandesa nunca sangrou? Que vergonha dos comentários e da reportagem…

    Curtir

  3. Victor Gimenez

    Essas provas envolvendo animais sejam em Jogos Olímpicos ou não deveriam ser banidas

    Curtir