Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hiddink recebe oferta de R$ 22 mi para treinar o Anzhi, mas pede mais

Dispensado da seleção da Turquia no início de novembro, o técnico holandês Guus Hiddink é o novo alvo do milionário time do Anzhi Makhachkala para substituir ao jogador Roberto Carlos no comando técnico da equipe que está em sétimo no Campeonato Russo.

Desde que mandou Gadzhi Gadzhiyev embora após uma sequência de maus resultados, o time dos brasileiros João Carlos, Diego Tardelli e Jucilei – além do camaronês Samuel Eto’o, principal contratação da temporada – tem sido comandado pelo lateral esquerdo de forma interina. Nesse período, a diretoria do clube e o bilionário Suleiman Kerimov, que se tornou dono do Anzhi após acordo com a antiga diretoria no fim de 2010, estão procurando um novo nome.

O primeiro a ser procurado foi o de José Mourinho, que recebeu uma oferta de 25 milhões de euros (R$ 61,5 milhões) por temporada, mas se recusou a abandonar o Real Madrid. Diante dessa negativa, o time foi atrás de Hiddink, mas o treinador não quis abandonar a Turquia, que ainda tentava levar à Eurocopa.

Com o fim do sonho e a demissão, o clube do Daguestão voltou à carga e ofereceu 9 milhões de euros (R$ 22 milhões) por cada ano de trabalho do experiente Hiddink, de 65 anos. Entretanto, de acordo com o diário russo Tvoi Den, o holandês teria feito uma contraproposta no valor de 15 milhões de euros (R$ 36 milhões) para concluir o acerto.

O último trabalho do ex-técnico da Turquia em um clube foi na temporada 2008/2009, quando esteve à frente do Chelsea-ING e fracassou. Além disso, Hiddink já dirigiu o PSV Eindhoven entre 2002 e 2006, o Real Betis, o Real Madrid, o Valencia, o Fenerbahçe e o modesto De Graafschap-HOL.

Hiddink, no entanto, tem uma vasta carreira em seleções. Em 1998 ele levou a Holanda às semifinais da Copa do Mundo, feito que repetiu em 2002, com a Coreia do Sul. Quatro anos depois, ele colocou a Austrália nas oitavas de final do Mundial da Alemanha. Nos últimos anos, porém, o treinador fracassou na tentativa de levar a Rússia para a Copa do Mundo da África do Sul, e mais recentemente falhou em levar a Turquia para a próxima Eurocopa.