Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Heróis da Eurocopa são recebidos com festa na Espanha

Os jogadores da seleção espanhola, que conquistaram a Eurocopa-2012 no domingo após uma goleada sobre a Itália por 4 a 0 na final voltaram para Madri nesta segunda-feira e foram recebidos como heróis por milhares de torcedores em festa.

Sobre um enorme palco montado na Praça de Cibeles, os atletas cantaram, dançaram e compartilharam sua alegria com a multidão que enfrentou o forte calor durante horas para ver de perto os campeões.

“Sinto muito orgulho por fazer parte desta grande equipe, mas fico mais orgulhoso ainda quando vejo suas caras de felicidade”, declarou no microfone o meia Andres Iniesta, eleito melhor jogador do torneio.

“Nosso país está atravessando momentos difíceis, e para nós é muito importante ver vocês felizes”, completou o jogador do Barça, visivelmente emocionado pelo fato de ter ajudado seus compatriotas a esquecer, pelo menos por um dia, os problemas da crise econômica.

José Abad, de 33 anos, motorista desempregado, esperou horas na Gran Vía, uma das principais avenidas da capital, mas não se arrependeu de ter ficado. “Isso alivia um pouco as tensões do dia a dia. Num momento como este, não fico mais lamentando o fato de não ter trabalho”, afirmou.

Pouco antes de chegar à Praça de Cibeles, o goleiro Iker Casillas, capitão da ‘Fúria’, e seus companheiros de equipe desfilaram em ônibus aberto pelas ruas da capital, exibindo o troféu para a multidão.

A maioria usava a camisa da seleção, muitos tinham o rosto pintado de dourado e vermelho, as cores do país, e todos gritavam “Campeões, Campeões! Ohê, ohê, ohê!”.

Uma família explicou que tinha viajado durante mais de quatro horas de carro desde Jaén, na Andaluzia (no sul do país), para viver este grande momento.

“Viemos para cá porque eles merecem. Na Copa do Mundo, não conseguimos viajar, mas desta vez, fizemos questão de comemorar o título na capital”, explicou Pilar, de 34 anos, acompanhada do seu marido, Javier, de 44, e sua filha, Pilar, de 12.

Uma hora antes do início do desfile, os jogadores chegaram ao aeroporto de Madri num avião decorado com o escudo espanhol e com a inscrição “Orgulhosos pela nossa seleção”.

Casillas saiu primeiro, ao lado do técnico Vicente Del Bosque, erguendo a taça da Eurocopa conquistada na véspera.

“Estamos muito felizes. Foi difícil, mas conseguimos”, declarou o capitão à televisão pública espanhola. O goleiro do Real Madrid já está acostumado a comemorar títulos com a seleção do seu país, já que levantou seu terceiro troféu com a ‘Fúria’ em oito anos, após as conquistas da Eurocopa-2008 e da Copa do Mundo de 2010.

Após um breve descanso num hotel, os atletas, usando um agasalho azul e uma camiseta vermelha comemorativa, foram recebidos pelo rei da Espanha, Juan Carlos I, no Palácio Zarzuela.

“Os espanhóis não estão apenas orgulhosos porque vocês venceram, mas porque, além de ser grandes jogadores, vocês formam uma equipe fantástica”, declarou o monarca após apertar a mão de cada um dos campeões.

Todos os jornais do país fizeram suas manchetes sobre a vitória da ‘Fúria’. “A Espanha conquistou a tríplice coroa. “Invencível Espanha”, estampava o diário ABC em grandes letras sobre uma foto dos jogadores levantando o troféu.