Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Henrique não pede folga e garante que irá se dedicar 100% no Brasileirão

Em meio a reta final do Campeonato Brasileiro, vários jogadores do Santos tem reclamado do cansaço, pedindo ao técnico Muricy Ramalho para que haja um revezamento e alguns atletas sejam poupados, visando o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Mas o volante Henrique não faz parte desse grupo. O jogador garantiu que não pretende solicitar uma folga ao treinador e quer disputar o máximo de partidas possíveis no Brasileirão.

‘Me sinto bem fisicamente e quero seguir trabalhando para evoluir. O pessoal está reclamando porque a maioria teve uma sequência de jogos maior do que a minha, que cheguei ao Santos (vindo do Cruzeiro) no meio do ano. Eles tiveram Paulistão e Libertadores. Para eles foi ‘batido’, corrido. Estou melhor por causa disso e se o professor Muricy precisar de mim estou pronto para ajudar. Quero jogar’, disse Henrique.

O volante também falou sobre a dedicação que o Peixe deve ter nestas últimas sete rodadas da competição. Henrique acredita que os santistas devem se dedicar integralmente em campo, independentemente de a equipe não estar na briga pelo título brasileiro.

O atleta ainda destacou que não irá se poupar nos jogos, evitando divididas em jogadas mais bruscas, sem medo de se arriscar a sofrer uma lesão as vésperas do Mundial.

‘Se você estiver jogando tem que dar 100%. Afinal, o que tem para acontecer vai acontecer. Não dá para você pensar que vai se machucar. Quando você veste a camisa do Santos tem que se doar 100%, sem medo de contusão. Se o cara estiver com dor, dá para avisar a comissão técnica e ser preservado. Caso contrário, tem que jogar com o máximo de intensidade possível’, comentou.

Sobre a expectativa de atuar como titular no Mundial de Clubes, Henrique minimizou a disputa por uma vaga no time e valorizou o momento histórico para os santistas.

‘O mais importante é ter a oportunidade de estar lá representando o clube, independentemente de haver uma competição entre os jogadores por uma vaga entre os titulares. Somos um grupo, com um único objetivo: ser campeão mundial’, encerrou.