Clique e assine com até 92% de desconto

Hélio dos Anjos foca Copa Sul-Americana: “Vamos entrar com tudo”

Por Da Redação 1 ago 2012, 14h28

O mau momento na Série A do Campeonato Brasileiro parece não preocupar o técnico do Figueirense, Hélio dos Anjos, que rechaçou priorizar o Nacional ao invés da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), a equipe estreia na competição continental, contra um velho conhecido: o Atlético-GO, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

‘Este jogo é importante porque, dependendo do resultado, pode elevar a nossa autoestima e ajudar na reação no Campeonato Brasileiro, fazendo com que as coisas mudem de rumo. Por isto nós estamos investindo na equipe principal. O pensamento é o de entrar com tudo. Já foi definido pela direção. Hoje, nós queremos passar para a próxima fase de qualquer jeito’, afirmou o treinador.

Há uma semana no Figueira, Hélio dos Anjos teve pouco tempo para conhecer os seus jogadores, fato lamentado por ele. ‘Nós não tivemos a chance de fazer nada até agora. Os jogos e as viagens atrapalharam, mas nós estamos trabalhando e temos potencial para crescer. Acredito que possamos terminar esta temporada de uma forma bem legal’, assegurou o comandante.Na noite desta quarta-feira, Hélio dos Anjos, técnico desde 1988, irá se aventurar, mais uma vez, pelo estado de Goiás, onde dedicou mais de dez anos de sua carreira de treinador. Ele, que estava no Atlético-GO antes de ir para Florianópolis (SC), comemorou a oportunidade de avistar a ‘Serrinha’ novamente.

‘Não restam dúvidas de que, aqui, eu me sinto em casa. Eu entrei e trabalhei muitas vezes aqui nesta Serrinha. Os trabalhos em Goiás sempre foram muito importantes na minha vida’, disse Hélio dos Anjos, que também conhece muito bem o seu maior adversário na comissão técnica: o técnico do Dragão, Jairo Araújo, com quem já trabalhou nesta temporada.

‘O Jairo Araújo é um profissional muito equilibrado. Ele me ajudou muito dentro do Atlético-GO quando eu fiquei lá. Ele tem um bom contato com o grupo, porque, até recentemente, era jogador. Ele tem o respeito dos jogadores e eu tenho uma preocupação natural’, revelou Hélio. ‘O Atlético-GO só não está em um melhor momento porque o histórico recente atrapalha’, finalizou.No próximo dia 13 de agosto, as duas equipes voltam a se enfrentar, desta vez no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Na Copa Sul-Americana, os gols marcados fora de casa valem como critério de desempate, exceto na final, que tem a prorrogação antes da tradicional disputa de pênaltis. O atual campeão é o Universidad do Chile.

Continua após a publicidade
Publicidade