Clique e assine a partir de 8,90/mês

He-Man é suspenso por dois jogos. Abel leva gancho de quatro partidas.

Por Da Redação - 18 out 2011, 22h42

O técnico do Fluminense, Abel Braga, e o atacante tricolor, Rafael Moura, foram punidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na noite desta terça-feira. Por maioria de votos, o comandante pegou quatro partidas de suspensão, enquanto o centroavante foi suspenso por dois jogos, também por maioria de votos entre os auditores.

Com o resultado do julgamento de suas infrações no clássico contra o Flamengo, Abel não poderá comandar o Flu nas partidas contra o Atlético-MG, Ceará, Internacional e América-MG. Nessas duas primeiras, ele também não poderá contar com o He-Man.

Após ser expulso, o comandante teria ofendido o árbitro e se negado a deixar o banco. ‘Vai para o c…, seu ladrão. Você é um safado, seu ladrão, eu não vou sair quero ver me tirar’, protestou, deixando o local apenas após o apito final.

Já o jogador foi punido por ter cuspido no meia Renato Abreu, também depois do encerramento do embate no Engenhão. O Rubro-Negro, por sinal, também não se safou. Ele acabou levando um jogo de suspensão e não poderá encarar o Santos, no domingo.

O árbitro Felipe Gomes da Silva, por ‘excesso ou abuso de autoridade’, acabou levando gancho de 15 dias do tribunal. Dentre os réus, o único que se safou foi o meia Souza. Expulso por entrada violenta no meia Dario Bottinelli, já nos acréscimos, ele levou um jogo de suspensão, já cumprido.

Continua após a publicidade
Publicidade