Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Havelange apresenta leve melhora e já respira sem ajuda de aparelhos

Por Da Redação 22 mar 2012, 14h40

João Havelange, internado no Hospital Samaritano do Rio de Janeiro, apresentou leve melhora em seu quadro, de acordo com boletim médico divulgado na manhã desta quinta-feira. Tratando uma infecção no tornozelo, o ex-presidente da CBF e Fifa já respira sem a ajuda de aparelhos.

Ainda assim, sua situação ainda inspira cuidados do corpo médico. Aos 95 anos, Havelange foi internado no último domingo, por conta deste processo infeccioso.

Havelange, apesar da evolução, segue sem previsão de alta – um novo informativo sobre sua situação deverá ser anunciado nesta sexta. Além de presidente da Fifa entre 1974 e 1998, o ex-mandatário foi, também, jogador de pólo aquático, e disputou os Jogos Olímpicos de 1936 e 1952.

No final de 2011, deixou o cargo que detinha no Comitê Olímpico Internacional (COI), alegando problemas de saúde. Na época, a imprensa especulou sobre uma possível ligação entre a renúncia e as investigações sobre um esquema de corrupção.

De acordo com a emissora britânica BBC, Havelange e Ricardo Teixeira, que recentemente renunciou ao cargo de presidente da CBF, teriam recebido até R$ 15,1 milhões da ISL, empresa responsável pelo marketing da Fifa, em troca de vantagens em contratos da entidade.

Veja o boletim médico divulgado pelo Hospital Samaritano nesta quinta-feira:

João Havelange, 95 anos, permanece internado na Unidade Coronariana do Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo o médico João Mansur Filho, depois de visita hoje, 22.03.12, o estado clínico do Presidente de Honra da Fifa apresenta discreta melhora, mas ainda inspira cuidados.

Continua após a publicidade

O paciente está fazendo uso de antibióticos para combater o processo infeccioso diagnosticado no tornozelo direito (artrite séptica), com celulite (uma infecção na articulação).

No momento, João Havelange respira sem a ajuda de aparelhos.

Não há previsão de alta.

A equipe médica que o acompanha emitirá um novo boletim em 24 horas.

João Mansur Filho

Cardiologista

hefe da Unidade Coronariana do Hospital Samaritano – RJ

Alcino Affonseca

Ortopedista

Continua após a publicidade

Publicidade