Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Haug defende corte de gastos na Fórmula 1: Vital para o futuro

O diretor de competições da Mercedes, Norbert Haug, defendeu o corte de gastos na Fórmula 1. Segundo o chefe da equipe alemã, a redução de custos e sua fiscalização são vitais para o futuro da categoria.

‘Isso é vital para o futuro da Fórmula 1. Não podemos transformá-la em apenas uma competição de gastos. Olhe para nós: gastamos três vezes mais em 2005 do que em 2010. Seja no motor, aerodinâmica, ou qualquer outra coisa. Reduzir gastos é vital para o futuro da Fórmula 1’, afirma, em entrevista ao site Autosport.

O prazo dado pela FIA para as equipes apresentarem propostas de mudança para a próxima temporada é 24 de julho. Há, porém, divergências entre a Federação e escuderias não favoráveis à diminuição de gastos e, principalmente, à fiscalização que a entidade promete aplicar – casos de Red Bull e Toro Rosso, por exemplo.

‘Há muitas ideias, mas temos que chegar a uma decisão comum. A FIA precisa estar comprometida com isso e a FOM (empresa que detém os direitos comerciais da categoria) precisa estar comprometida com isso, se quisermos ter mais de dez equipes na Fórmula 1’, diz.

‘Para termos mais de dez equips, precisamos nos vincular às regras. Até agora, nos prendemos ao contrato. O corpo administrativo precisa pensar desta maneira. Isso não é uma afirmação política da Mercedes, é o que eu sinto’, conclui.