Clique e assine a partir de 9,90/mês

Harry Kane terá de passar por cirurgia e preocupa Tottenham e Inglaterra

Com problema na coxa, artilheiro deve retornar aos campos apenas em abril, já perto do início da Eurocopa

Por AFP - 9 Jan 2020, 15h51

O capitão da seleção inglesa, Harry Kane, terá de passar por uma cirurgia para tratar de uma ruptura de tendão na coxa esquerda, e com isso ficará afastado até abril, anunciou o Tottenham nesta quinta-feira, 9, em um comunicado.

“Não se espera que a decisão de operar influencie o prazo que o capitão da Inglaterra cumprirá, com a expectativa de que ele retorne aos treinos em abril”, acrescentou.

O artilheiro, que marcou 27 gols em 31 jogos com seu clube e sua seleção nesta temporada, se machucou no dia 1º de janeiro, na derrota por 1 a 0 para o Southampton. O Tottenham, comandado desde novembro por José Mourinho, está em sexto, quatro pontos atrás do Chelsea, o quarto colocado que abre a ‘zona Champions’. Neste fim de semana, enfrenta o líder invicto, Liverpool.

Kane, de 26 anos, não vai poder disputar as oitavas-de-final da Liga dos Campeões contra o Leipzig, entre outros duelos. Para substituí-lo, os ‘Spurs’ poderiam tentar contratar o atacante polonês do Milan, Krzysztof Piatek, ou o espanhol do Borussia Dortmund, Paco Alcácer.

Continua após a publicidade

O desfalque de Kane também é um golpe para a seleção inglesa, a poucos meses da Euro 2020 que será disputada entre junho e julho. Em março, a Inglaterra vai enfrentar Itália e Dinamarca em amistosos.

Publicidade