Clique e assine com 88% de desconto

Hamilton vence no Canadá e assume liderança do mundial

Britânico é o sétimo vencedor diferente nos últimos sete Grande Prêmios

Por Da Redação - 10 jun 2012, 16h47

O britânico Lewis Hamilton, piloto da McLaren, finalmente venceu uma prova na temporada de 2012 da Fórmula 1. Neste domingo, ele conquistou o Grande Prêmio do Canadá e se tornou o sétimo piloto diferente a subir ao lugar mais alto do pódio em sete provas já realizadas neste mundial, um recorde na categoria. O francês Romain Grosjean e o mexicano Sergio Pérez completaram o pódio.

Jenson Button, Fernando Alonso, Pastor Maldonado, Sebastian Vettel, Nico Rosberg e Mark Webber foram os outros pilotos a vencer em 2012.

Hamilton largou na segunda colocação neste domingo e mostrou ritmo consistente durante toda a prova. Ele realizou duas paradas para trocas de pneus, uma a mais do que Fernando Alonso e acabou beneficiado pela melhor condição de seus compostos na parte final da corrida. Vettel, Alonso e Rosberg completaram a lista dos seis primeiros colocados em Montreal.

O resultado levou Lewis Hamilton à liderança do mundial, agora com 88 pontos na temporada, dois a mais do que Fernando Alonso, que chegou a Montreal como primeiro colocado. A próxima etapa da temporada é o GP da Europa, em Valência, no dia 24 de junho.

Publicidade

Pilotos brasileiros – Felipe Massa, da Ferari, começou bem a corrida e chegou a ultrapassar o alemão Nico Rosberg e ocupou a quinta colocação, mas rodou e caiu na classificação. Ele optou por mudar de estratégia, antecipar seus pit-stops e acabou em décimo. Já Bruno Senna, que largou em 16º , acabou em 17º.

Ultrapassagem – Na segunda parada de Lewis Hamilton nos boxes, os mecânicos da McLaren tiveram problemas para colocar a roda traseira direita e o britânico perdeu tempo. Ele retornou à pista e passou a caçar Vettel e Alonso, que tinham pneus em piores condições e, por isso, rodavam mais lentos. A sete voltas do fim, o piloto da McLaren conseguiu a ultrapassagem sobre Vettel e pulou para a segunda colocação. Faltando cinco voltas, ele usou a asa traseira móvel e deixou para trás também o espanhol da Ferrari, que caiu de ritmo com problemas de pneus e acabou apenas na quinta colocação, ainda superado por Vettel que foi aos boxes uma vez mais.

(Com GazetaPress)

Publicidade