Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hamilton vence GP da Itália e Massa alcança o primeiro pódio do ano

Aproveitando erros do alemão Nico Rosberg, inglês dá o troco no companheiro de equipe e chega em primeiro lugar. Brasileiro chega ao 37º pódio da carreira

Aproveitando erros do alemão Nico Rosberg, Lewis Hamilton venceu o GP da Itália de Fórmula 1 neste domingo. No pódio, estava também o brasileiro Felipe Massa, que terminou a prova em terceiro lugar. Massa não subia ao pódio desde o GP da Espanha do ano passado, ainda com a Ferrari. Este é o 37º pódio de sua carreira, e o primeiro da temporada. Neste ano, ele vinha sendo superado com frequência pelo companheiro Valtteri Bottas, que já acumulou quatro pódios na temporada e apresenta boa vantagem na classificação geral.

Leia também:

Massa acha que Williams deve melhorar ‘em muitas coisas

Fórmula Indy confirma o retorno ao Brasil no ano que vem

Hamilton, por sua vez, assegurou sua sexta vitória do ano e a 28ª na Fórmula 1. O triunfo deste domingo teve sabor especial por ter sido obtido justamente por causa de um erro de Rosberg, seu companheiro e rival na Mercedes. Na etapa passada, o alemão havia tirado o inglês da disputa pela vitória em um toque logo no início da corrida. A manobra gerou uma advertência da equipe a Rosberg.

Neste domingo Hamilton deu o troco e conseguiu reduzir a vantagem do companheiro no Mundial. A vantagem de 29 pontos caiu para 22 – 238 contra 216 pontos. Pole position, o inglês largou mal neste domingo e chegou a figurar em quarto lugar, mas reagiu rapidamente. E contou com a sorte para superar Rosberg, que passou direto em uma curva, perdeu tempo e acabou cedendo o primeiro lugar ao companheiro de equipe.

A ultrapassagem honesta sem qualquer atrito, gerou alívio na Mercedes, preocupada com mais um possível confronto direto entre os dois pilotos na pista. Depois dos problemas na Bélgica, o chefe de equipe, Toto Wolff, criticou publicamente a manobra de Rosberg e avisou que não toleraria outro incidente como aquele.

A corrida – Nesta prova, Rosberg deixou a pole position para trás logo na saída. Hamilton caiu para o quarto lugar. No duelo interno da Williams, Massa foi quem se saiu melhor. Chegou a figurar em segundo antes de ser passado por Kevin Magnussen na primeira curva. Bottas teve péssima largada, ao cair de terceiro para o 11º lugar. Com Rosberg na ponta, os demais pilotos iniciaram a disputa para se aproximar do líder. Na quinta volta, Massa ultrapassou Magnussen, superado também por Hamilton. Em grande ritmo, o brasileiro cravava a melhor volta da corrida antes da décima volta e conseguiu se aproximar do líder quando Rosberg cometeu um erro, deixou a pista, mas manteve a ponta.

Apesar do bom rendimento, Massa não resistiu às investidas de Hamilton e foi ultrapassado na 10ª volta. Em terceiro, tinha vantagem de 10 segundos sobre o quarto, Magnussen. No pelotão intermediário, seu companheiro Bottas fazia corrida de recuperação e chegou a ficar em quarto, atrás de Massa antes da primeira rodada de paradas nos boxes, a partir da 19ª volta. Na briga pela ponta, Hamilton contou com a sorte para desbancar Rosberg da primeira posição na 29ª volta. O alemão repetiu erro cometido no início da prova e passou reto na mesma curva que quase já o havia tirado da liderança. O inglês não perdeu a oportunidade e alcançou o primeiro lugar.

Enquanto a torcida vibrava com a alternância da ponta, Fernando Alonso se despedia da prova, na mesma volta. Com um problema no ERS (sistema de recuperação de energia), o piloto da Ferrari precisou abandonar a pista, decepcionando os torcedores italianos em Monza. No pelotão dianteiro, Hamilton sustentou a vantagem, que chegou a alcançar mais de quatro segundos, e não deixou Rosberg se aproximar. Massa, em posição tranquila, conduziu sua Williams com bom rendimento até a bandeirada final. Os pilotos da Fórmula 1 voltam à pista daqui a duas semanas para a disputa da corrida noturna em Cingapura. A etapa será sediada no Circuito Marina Bay Street no dia 21.

(Com Estadão Conteúdo)