Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hamilton vence e exalta Alonso em despedida: ‘Vou sentir sua falta’

Piloto britânico venceu a última etapa da temporada em Abi Dhabi e fez homenagens ao espanhol, que deixou a F1 aos 37 anos

O campeão da temporada de Fórmula 1 Lewis Hamiton venceu o último GP de 2018, em Abu Dhabi, na manhã deste domingo, 25, e dedicou a conquista ao espanhol Fernando Alonso, que se despediu da categoria aos 37 anos. O bicampeão mundial terminou a corrida em 11º com sua McLaren.

“Fernando é uma verdadeira lenda. Foi um grande privilégio correr na mesma era que ele. O esporte vai sentir falta dele e eu vou sentir a falta dele neste esporte”, ressaltou Hamilton, que teve o espanhol como seu primeiro grande rival na F1, em 2007, quando eram companheiro na McLaren.

Alonso agradeceu torcedores e colegas em Yas Matina pelo carinho e fez um balanço positivo do seu período na categoria. “Vai ser uma boa memória, todo o pacote na Fórmula 1. Uma jornada fantástica desde muito jovem até agora, lutando sempre em qualquer circunstância, em qualquer carro e acho que consegui muito sucesso, mais do que esperava. Eu vim de um país sem tradição, meu pai não era piloto, então foi tudo uma surpresa bem-vinda”, afirmou o espanhol.

Inicialmente, Alonso deu a entender que uma volta à Fórmula 1 não é uma opção para o futuro, mas depois desconversou. “No momento, não estou pensando em voltar, com certeza, mas não sei como me sentirei no próximo ano”, afirmou.

Certo mesmo é que Alonso participará no próximo ano das 500 Milhas de Indianápolis com a meta de assegurar a Tríplice Coroa do automobilismo, que também conta com o GP de Mônaco e as 24 Horas de Le Mans, provas que ele já venceu.

“Acho que preciso de uma pausa agora em 2019, preciso de desafios diferentes, quero lutar pela Tríplice Coroa com as 500 Milhas de Indianápolis e outras corridas icônicas, talvez Daytona, talvez outras coisas que virão. Mas para 2020, talvez eu sinta a necessidade de fazer um calendário completo, talvez a Indy completa, talvez a Fórmula 1, eu não sei, e talvez seja a hora de voltar. Ou talvez eu goste tanto do ano que vem que eu não voltarei”, disse.

Alonso fechou a temporada 2018 da Fórmula 1 na modesta 11ª posição, com 50 pontos. Mas o espanhol, que estreou na categoria em 2001, somou 32 vitórias na carreira e levou o título em 2005 e 2006.

(com Gazeta Press e Estadão Conteúdo)