Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Hamilton é pentacampeão da F1 e se aproxima de recorde de Schumacher

O piloto inglês da Mercedes precisa de mais dois títulos para alcançar recorde de Schumacher

Por Da Redação Atualizado em 29 out 2018, 07h10 - Publicado em 29 out 2018, 07h09

Lewis Hamilton comemorou seu quinto título mundial da Fórmula 1 neste domingo, no Grande Prêmio do México. O piloto inglês da Mercedes terminou em quarto e admitiu que fez uma ‘corrida horrível’, mas ressaltou conquista do troféu que, segundo ele, foi um dos mais difíceis em sua trajetória na F1.

“Foi uma corrida horrível. Eu só estava tentando trazer o carro de volta para ‘casa’, estava sofrendo com ele. “, afirmou o piloto da Mercedes, que passou a maior parte da corrida entre o sexto e o quinto lugar. “Eu não costumo me permitir ter emoções em público. Mas neste momento eu me sinto muito emocionado por toda a experiência, nunca pensei que me tornaria campeão mundial pela quinta vez. Eu sempre acreditei que poderia vencer este campeonato. Mas o deste ano foi um dos mais duros”, acrescentou.

Hamilton também venceu o título mundial em 2008, 2014, 2015 e 2017 e com troféu deste ano, ele se igualou ao argentino Juan Manuel Fangio, também pentacampeão, e agora só está atrás dos sete troféus do alemão Michael Schumacher. “Michael ainda é o maior. E Fangio é como se fosse um padrinho e sempre o será. Eu me sinto honrado por ter meu nome sendo colocado ao lado deles. Se eu parasse de correr hoje, meu nome já estaria ali”, ponderou Hamilton.

  • Com contrato com a Mercedes até o fim de 2020, o inglês poderia alcançar a marca de Schumacher se for campeão também nos próximos dois anos, quando sua equipe deve se manter entre as mais rápidas do grid.

    (Com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade