Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Haddad libera mais R$ 125 milhões para o Itaquerão

Essa é a terceira isenção da prefeitura para a construção do estádio da Copa

Por Da Redação 14 nov 2013, 15h38

A prefeitura de São Paulo liberou mais 125 milhões de reais de Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CID) para o Itaquerão. A decisão foi tomada durante reunião na segunda-feira e foi publicada pelo Diário Oficial desta quinta. Agora, o Corinthians e a Odebrecht – responsável pela construção do estádio – têm até a próxima segunda para apresentarem os documentos pedidos pela prefeitura para se beneficiar do incentivo.

Leia também:

Haddad diz que São Paulo e Palmeiras terão de devolver CTs

Prefeitura fará reformas de R$ 150 milhões em Interlagos e F1 fica até 2020

Haddad promete novo incentivo a Itaquerão: R$ 68 milhões

Prefeitura aprova certificado de isenção de R$ 156 milhões para Itaquerão

Em abril, a prefeitura já havia autorizado a liberação de 156 milhões de reais em CIDs – no entanto, o Tribunal de Contas do Município (TCM) contestou a decisão, e o valor caiu para quase 96 milhões de reais -, e o prefeito Fernando Haddad também prometeu um novo incentivo de 68 milhões de reais para junho. De acordo com Haddad, os CIDs serviriam como um reforço nas garantias oferecidas pela construtora ao banco repassador do empréstimo do BNDES. O total do incentivo fiscal deve chegar a 420 milhões de reais.

Continua após a publicidade

Leia também:

Incêndio atinge área interna da Arena Pantanal

Governador admite atraso na entrega da Arena Pantanal

Estádio do Beira-Rio será reinaugurado no dia 6 de abril

Segundo a Odebrecht, o Itaquerão já está mais de 94% concluído – na terça, foi colocada uma das peças da cobertura. O gramado já está pronto, mas ainda passa por um fortalecimento antes da Copa do Mundo. O local será sede da abertura do torneio, mais três jogos da fase de grupos, uma das oitavas de final e uma das semifinais. A entrega do estádio está prevista para dezembro.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade