Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guia da Copa: Grécia, O Navio Pirata

A Grécia chega a sua terceira Copa apostando na fórmula que deu certo no passado: a defesa. Na Eurocopa de 2004, com uma retranca implacável, os gregos conquistaram o título ao bater na final a seleção portuguesa, jogando em território lusitano. A Grécia de hoje joga com uma linha de quatro zagueiros de ofício e dois volantes, sem vergonha de assumir que o objetivo é não tomar gols. Para chegar às oitavas, porém, o time terá de marcá-los.

O CRAQUE

Konstantinos Mitroglou

26 anos • Fulham (Inglaterra)

Tomar poucos gols não basta para se classificar para a Copa do Mundo. Por isso, o responsável direto pela conquista vem do ataque: “Mitrogoal”, como é conhecido o atacante, fez três dos quatro gols de sua seleção na repescagem contra a Romênia. Já há algum tempo no radar de grandes clubes ingleses, ele é um ponto de desequilíbrio numa equipe focada na defesa. Goleador polêmico, costuma comemorar imitando um atirador.

JOGOS

  • COLÔMBIA x GRÉCIA 14 de junho (sáb.) – 13h Belo Horizonte
  • JAPÃO x GRÉCIA 19 de junho (qui.) – 19h Natal
  • GRÉCIA x COSTA DO MARFIM 24 de junho (ter.) – 17h Fortaleza

DESEMPENHO EM COPAS

2 Copas, 6 jogos: 1 vitórias

Nenhum empate

5 derrotas

MELHOR PARTICIPAÇÃO

24º, primeira fase (1994)

RANKING FIFA

10º lugar

CONTRA O BRASIL EM COPAS

Nunca enfrentou

TREINADOR

FERNANDO SANTOS

TIME-BASE

Esquema tático: 4-2-3-1

Karnezis – Torosidis, Sokratis, Katsouranis, Holebas – Tziolis, Maniatis – Salpingidis, Karagounis, Samaras – Mitroglou

Esta reportagem faz parte do Guia da Copa de VEJA.

Para ler outras reportagens baixe grátis a edição especial no IBA,

no tablet ou no iPhone.