Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Guia da Copa: Bósnia, Os Dragões

Por Da Redação - 14 jun 2014, 16h03

Quarta república egressa da antiga Iugoslávia a se classifcar para uma Copa do Mundo (depois de Croácia, Sérvia e Montenegro e Eslovênia), a Bósnia-Herzegovina é a única seleção estreante no Mundial de 2014. A geração de jogadores que conseguiu esse feito histórico já tem brilhado em grandes clubes europeus e esbarrado na vaga há algum tempo. No Brasil, o time quer deixar sua marca. Não tem medo da ofensiva, e a dupla de atacantes formada por Edin Dzeko e Vedad Ibisevic é implacável. Juntos, eles marcaram dezoito dos trinta gols da Bósnia nas eliminatórias para a Copa. A defesa deixa a desejar, mas o goleiro Asmir Begovic inspira confiança. Num grupo em que apenas a Argentina é favorita, os bósnios prometem aprontar

O CRAQUE

Publicidade

Edin Dzeko

28 anos • Manchester City (Inglaterra)

Matador dentro da área, mas bastante caridoso com seus companheiros, e afeito a longos passes, Dzeko parece predestinado a grandes feitos. Conquistou o primeiro título da história do Wolfsburg, deu o primeiro troféu em 44 anos ao Manchester City e pôs a Bósnia na Copa pela primeira vez. Vice-artilheiro das eliminatórias com dez gols, exige atenção dobrada dos zagueiros.

JOGOS

Publicidade
  • ARGENTINA x BÓSNIA15 de junho (dom.) – 19hRio de Janeiro
  • NIGÉRIA x BÓSNIA21 de junho (sáb.) – 18hCuiabá
  • BÓSNIA x IRÃ25 de junho (qua.) – 13h Salvador

FIQUE DE OLHO

Miralem Pjanic

24 anos • Roma (Itália)

Publicidade

Meia à moda antiga, habilidoso e com boa visão de jogo, atua solto no meio-campo. É o responsável por desequilibrar partidas para a Bósnia.

DESEMPENHO EM COPAS

Nunca disputou um Mundial

MELHOR PARTICIPAÇÃO

Publicidade

Estreante

RANKING FIFA

25º lugar

CONTRA O BRASIL EM COPAS

Publicidade

Nunca enfrentou

TIME-BASE

Esquema tático: 4-4-2

TREINADOR

Publicidade

Safet Susic, 59 anos

Foi um meia habilidoso e goleador que disputou as Copas de 1982 e 1990 pela Iugoslávia. Como técnico, sempre impôs um estilo ofensivo de jogo.

Esta reportagem faz parte do Guia da Copa de VEJA.

Publicidade

Para ler outras reportagens baixe grátis a edição especial no IBA,

no tablet ou no iPhone.

Publicidade