Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guarani vence Bragantino e respira na Série B

Por AE

Campinas – Mesmo com dois meses de salários atrasados, o Guarani conseguiu a sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro da Série B. Na sua volta ao estádio Brinco de Ouro, depois de cumprir suspensão de cinco mandos, o time campineiro venceu o Bragantino por 3 a 1, nesta terça-feira, pela 26.ª rodada. O Guarani, agora, soma 33 pontos, em 11.º lugar, mais longe da zona de rebaixamento, enquanto que o Bragantino, que não perdia há sete jogos, segue com 40, perdendo uma posição e aparecendo na 7.ª colocação.

Os dois times entraram em campo animados. O Guarani pela virada sobre o Americana, por 2 a 1, fora de casa, que lhe garantiu mais uma rodada fora da indesejável zona da degola. O Bragantino por defender uma série invicta de sete jogos, com seis vitórias e o empate, por 1 a 1, com a líder Portuguesa.

Vestindo o seu uniforme número três, com camisa branca e listras horizontais verdes, em homenagem ao ano de seu centenário de fundação, o Guarani voltou a jogar em Campinas depois de cumprir suspensão de cinco jogos. Tudo por conta dos incidentes entre torcidas no dérbi campineiro disputado dia 16 de julho. Os cinco jogos foram cumpridos na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara, acumulando um prejuízo de R$ 200 mil ao clube.

Na sua primeira chegada no ataque, o Guarani abriu o placar, aos 11 minutos. Após o cruzamento da direita, Felipe entrou em velocidade, já dentro da área, e bateu forte sem chances de defesa para Gilvan. Mas o empate aconteceu logo aos 19. Após escanteio cobrado por Romarinho, o goleiro Émerson tentou dar um soco na bola, porém errou. Melhor para o oportunista Lincon, que tocou meio desajeitado de cabeça para empatar. Este foi o seu 12.º gol na competição.

No final do primeiro tempo, o árbitro Cléber Wellington Abade cometeu dois erros seguidos. Aos 37 minutos não marcou um pênalti de André Astorga, zagueiro visitante, sobre Denilson, atacante do time da casa. O defensor foi imprudente e deu um chute e uma peitada no atacante. Aos 42, Abade expulsou Éder por cometer uma falta sobre Leandro Carvalho, do Guarani, que fez a maior encenação no lance ocorrido no meio de campo.

Com um jogador a mais, o Guarani voltou para o segundo tempo determinado a buscar o gol na base da velocidade. E marcou o segundo aos 11 minutos, após uma triangulação pelo lado direito. Renato cruzou na medida para o outro lado, onde Marcelo Macedo apenas completou com a chapa do pé. E quase o Guarani ampliou dois minutos depois, quando Renato cruzou pelo alto, Denilson mergulhou de cabeça e acertou a trave direita de Gilvan.

O técnico Marcelo Veiga ainda tentou dar força ofensiva ao Bragantino com duas trocas. Luis Mário e Otacílio Neto entraram nos lugares, respectivamente, de Lincom e Romarinho. O jogo ficou aberto, mas o Guarani teve muito mais perto de fazer o terceiro gol do que o Bragantino de empatar. E foi o que aconteceu aos 39 minutos. Fabinho, que completou 100 jogos pelo Guarani, tabelou com Denilson e ficou livre para tocar a bola na saída do goleiro Gilvan. Tudo liquidado.

Pela 27.ª rodada, o Guarani vai enfrentar o Vila Nova, na próxima sexta, em Goiânia, a partir das 20h30. Já o Bragantino vai receber o Criciúma, no sábado, às 16h20, em Bragança Paulista.

Ficha Técnica:

Guarani 3 x 1 Bragantino

Guarani – Émerson; Chiquinho, Ewerton Páscoa, Ailson e João Paulo; Dadá (Mika), Leandro Carvalho, Renato (Fabinho) e Felipe; Denilson e Marcelo Macedo (Rodrigo Paulista). Técnico: Giba.

Bragantino – Gilvan; Felipe, André Astorga e Luis Henrique; Esley, Luiz Carlos (Reinaldo), Éder, Romarinho (Otacílio Neto) e Marcinho; Léo Jaime e Lincom (Luis Mário). Técnico: Marcelo Veiga.

Gols – Felipe, aos 11, e Lincom, aos 19 minutos do primeiro tempo; Marcelo Macedo, aos 11, Fabinho, aos 39 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Cléber Wellington Abade (SP).

Cartões amarelos – Marcelo Macedo (Guarani); Luiz Carlos (Bragantino).

Cartão vermelho – Éder (Bragantino).

Renda – R$ 40.646,00.

Público – 4.599 pagantes.

Local – Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).