Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guarani lança pacote de medidas para encerrar crise financeira

Nesta sexta-feira, Jurandir Assis, vice-presidente de finanças do Guarani, divulgou uma série de ações para tentar reerguer financeiramente a equipe que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro. Em sua maioria, as medidas contam com o torcedor como peça fundamental nesta empreitada.

‘Apesar de toda a luta que estamos tendo diariamente para sanar as despesas do clube, as possibilidades estão se esgotando. Por isso, a partir de segunda-feira, iniciaremos uma série de medidas’, iniciou Jurandir.

O Guarani propõe a abertura da venda de 369 títulos patrimoniais do clube, entre familiares e individuais, com a redução do valor do sócio torcedor de R$ 50 para R$ 30, além da possibilidade de adiantar as parcelas dos últimos três meses deste ano.

‘Nós estamos propondo um desafio para torcida bugrina, que sabemos que é enorme e vai ajudar a levantar o clube. Queremos ver o Guarani chegar a essa marca de trinta mil sócios torcedores’, disse Assis.

Também foi providenciado junto ao Programa Nota Fiscal Paulista o CNPJ do Guarani Futebol Clube, onde os torcedores poderão depositar as notas fiscais em urnas espalhadas por hipermercados da cidade e na Loja do Guarani. Uma conta bancária também estará a disposição dos colaboradores para o depósito de quantias acima de R$20,00.

O torcedor bugrino ainda poderá ter seu nome estampado na camisa de jogo da equipe e ainda ganhá-la no final da partida. ‘Hoje nós precisamos mais do que nunca de toda a coletividade bugrina e esperamos que essas medidas dêem certo. Nós temos que reerguer o Guarani e para isso, ele precisa de sua torcida’, convocou o vice-presidente de finanças.

Quanto à possibilidade de greve dos jogadores nesta próxima rodada da Série B, o dirigente destacou que os salários atrasados do mês de junho já foram pagos e que o time entrará normalmente em campo neste próximo sábado, diante da Portuguesa.

‘Foi resolvida parte do mês de junho que estava atrasada. Está tudo em ordem. Agora, a gente vai acertar todos os salários e pretendemos resolver isso até sexta-feira que vem’, encerrou.=