Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guarani arranca empate no fim contra a Ponte Preta

Por AE

Campinas – O “dérbi do centenário” acabou sem um vencedor, mas a festa no final foi do Guarani. Com um gol de pênalti de Fumagalli, aos 46 minutos do segundo tempo, a equipe conquistou um empate com sabor de vitória contra a Ponte Preta, por 1 a 1, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Diego Sacoman havia marcado o primeiro para os anfitriões.

O confronto, válido pela 15.ª rodada do Campeonato Paulista, aconteceu neste sábado, dia 24 de março, data em que o clássico comemora seus 100 anos. Fora de campo, com forte esquema de segurança, não foram registrados confrontos graves de torcedores rivais. O jogo foi marcado por clima tenso durante a semana, depois da morte de um torcedor do Guarani, em choque de torcidas organizadas rivais.

Pensando em classificação, o resultado acabou sendo pior para a Ponte, que atuava em casa. Apesar disso, o time alvinegro segue tranquilo na sétima colocação, com 25 pontos, seis a mais que o nono colocado Paulista. Já o Bugre chega aos 27 pontos, na sexta posição, e deu mais um salto importante rumo à classificação.

O primeiro tempo foi marcado por muita tensão e algumas trapalhadas da arbitragem. A primeira aconteceu logo aos 12 minutos. Após contra-ataque, o meia Enrico se enroscou com o zagueiro Domingos e caiu na área. O árbitro Rodrigo Braghetto marcou pênalti equivocadamente. Na cobrança, porém, o lateral Guilherme mandou na trave.

Nos minutos seguintes, os dois times se alternaram no ataque, mas chegavam basicamente em chutes de fora da área. O jogo voltou a ganhar nova polêmica aos 34 minutos. Antes de uma cobrança de lateral, o atacante Fabinho empurrou Guilherme e recebeu o cartão vermelho. Após isso, houve uma confusão generalizada entre os jogadores dos dois clubes. Os zagueiros Neto e Wescley trocaram empurrões mais exaltados, mas apenas o Wescley, foi expulso, deixando as equipes com o mesmo número de jogadores.

A Ponte voltou melhor no segundo tempo e criou as melhores oportunidades. O primeiro gol, no entanto, saiu apenas aos 26 minutos. Renato Cajá cobrou falta na área e a defesa adversária fez linha de impedimento. Em condição legal, o zagueiro Diego Sacoman apareceu sem marcação e bateu de canhota, sem chances de defesa para Emerson.

No final, contudo, saiu o empate. Aos 45, o atacante Ronaldo foi derrubado na área pelo volante Gérson e o juiz deu pênalti. Na cobrança, Fumagalli bateu no ângulo direito de Lauro, sem chances de defesa.

Na próxima quarta-feira, às 19h30, a Ponte Preta volta a campo para enfrentar a Portuguesa, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Já o Guarani recebe o Linense, na quinta-feira, às 19h30, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 1 X 1 GUARANI

PONTE PRETA – Lauro; Guilherme, Wescley, Diego Sacoman e Uendel (Gian); Gerson, Willian Magrão (Caio), Cicinho (Rodrigo Pimpão) e Renato Cajá; Enrico e Roger. Técnico – Gilson Kleina.

GUARANI – Emerson; Oziel (Ronaldo), Domingos, Neto e Bruno Recife; Willian Favoni (Thiaguinho), Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Fumagalli; Fabinho e Bruno Mendes (Emílio). Técnico – Osvaldo Alvarez.

GOLS – Diego Sacoman, aos 26, e Fumagalli (de pênalti), aos 46 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rodrigo Braghetto.

CARTÃO AMARELO – Domingos, William Magrão, Cicinho, Fábio Bahian, Willian Favoni, Danilo Sacramento e Oziel.

CARTÃO VERMELHO – Fabinho e Wescley.

RENDA – R$ 150.475,00.

PÚBLICO – 7.143 pagantes.

LOCAL – Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.