Clique e assine a partir de 9,90/mês

Griezmann torce pelo Uruguai no Twitter – e sofre com brasileiros

Atacante francês teve de aguentar as brincadeiras após goleada por 4 a 1 em Montevidéu. Nem seu colega brasileiro de Atlético de Madri perdoou

Por Da redação - Atualizado em 24 mar 2017, 12h12 - Publicado em 24 mar 2017, 09h42

O atacante francês Antoine Griezmann, eleito o terceiro melhor jogador do mundo em 2016, deve ter se arrependido de ter torcido contra a seleção brasileira. O jogador do Atlético de Madri trabalhou com diversos uruguaios ao longo de sua carreira e adquiriu enorme simpatia pelo país – e até alguns hábitos, como tomar o tradicional mate, fazer churrasco e torcer pelo Peñarol e pela seleção celeste. Griezmann, então, recorreu ao Twitter após o gol de Edinson Cavani, mas levou a resposta após a virada do Brasil em Montevidéu nesta quinta-feira. Até mesmo seu companheiro de Atlético, Filipe Luís, entrou na brincadeira.

“Vamos, Uruguai”, escreveu Griezmann em seu Twitter. Após os três gols de Paulinho e o golaço de Neymar, centenas de brasileiros responderam a sua postagem. Uma torcedora que o xingou e ainda abrasileirou seu nome para “Antônio” recebeu mais de 1000 curtidas. Vários também lembraram suas derrotas para Cristiano Ronaldo em 2016, nas finais da Liga dos Campeões e da Eurocopa e nas premiações de melhor do mundo.

Continua após a publicidade

O lateral brasileiro Filipe Luís, amigo e companheiro de Griezmann no Atlético e que esteve na reserva de Marcelo na seleção, também alfinetou. “Depois vem me pedir aquele passe mortal, né?”, escreveu, usando emoticons de insatisfação. Griezmann, então, respondeu: “Amigo, você é mais de chutar para o gol #Filipinho”

Griezmann nasceu em Mâcon, na França, mas tem origens alemãs e portuguesas, sempre atuou na Espanha e tem grande admiração pelo futebol sul-americano – comemora vários de seus gols com o sinal do “Ronaldinho” e diz ser fã do Uruguai. Pela Real Sociedad, clube que o revelou, atuou com diversos uruguaios como Loco Abreu, Gonzalo Castro, Carlos Bueno e o técnico Martín Lasarte. No Atlético, onde se consagrou como um dos melhores do mundo, Griezmann é muito próximo dos zagueiros José Giménez e do capitão Diego Godín e adotou de vez os hábitos portenhos, sobretudo o gosto pelo mate.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Mate vs Froid 😏💪

A post shared by Antoine Griezmann (@antogriezmann) on

Publicidade