Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Grêmio mostra força e atropela o Fluminense no Engenhão

Com boa atuação do atacante Barcos, equipe de Vanderlei Luxemburgo se recupera da derrota na estreia do torneio e aplica 3 a 0 no time carioca

Por Da Redação 21 fev 2013, 00h42

O Grêmio não tomou conhecimento do atual campeão brasileiro e atropelou o Fluminense na noite desta quarta-feira no Engenhão, pela Copa Libertadores. Jogando como se estivesse em casa, a equipe de Vanderlei Luxemburgo se impôs e conseguiu a vitória por 3 a 0 — gols de Barcos, André Santos e Vargas. Com o triunfo, os gaúchos se recuperam da derrota para o Huachipato, do Chile, na estreia e assumem a liderança do Grupo 8 pelos critérios de desempate. Com a vitória do Caracas sobre o time chileno, também nesta quarta, as quatro equipes do grupo somam três pontos cada.

Leia também:

Corinthians segura empate em 1 a 1 com o San José

Aplicado, Palmeiras inicia Libertadores com vitória

Na próxima rodada, os gremistas recebem o Caracas em Porto Alegre, no dia 5 de março. Já o Fluminense volta a campo na próxima semana, contra o Huachipato, no Chile.

O jogo – Com a proposta de marcar forte e buscar o gol nos contra-ataques, o Grêmio conseguiu controlar o Fluminense no primeiro tempo do jogo, sofrendo muito pouco com o poderoso ataque da equipe carioca. Em uma primeira etapa com poucas chances de gol, os gaúchos saíram na frente em um lance de bola parada. Após cobrança de escanteio, o lateral Bruno acabou fazendo contra, mas o juiz deu o gol para Barcos, que também estava na jogada.

O domínio gremista se tornou superioridade completa no segundo tempo do jogo e, aproveitando os espaços deixandos pelo Fluminense, a equipe de Luxemburgo conseguiu ampliar o placar. Aos 9 minutos, Barcos passou por Carlinhos e chutou para a defesa de Cavalieri. No rebote, André Santos, em posição irregular, marcou. Abel Braga tentou mudar o jogo com as entradas de Thiago Neves e Samuel, mas foi o Grêmio que marcou. O grande destaque da partida, Barcos deu um lindo passe para o atacante Vargas chutar cruzado e sacramentar o 3 a 0. Vitória incontestável e que poderia até ser maior: aos 32, Elano recebeu de Barcos e carimbou a trave do Fluminense.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade