Clique e assine a partir de 9,90/mês

Grêmio joga bem, mas perde para a LDU no Equador

Equipe de Quito abriu o placar quando o time brasileiro dominava a partida. Agora, gaúchos precisam vencer por dois gols de diferença em Porto Alegre

Por Da Redação - 23 jan 2013, 23h52

Jogando fora de casa, contra a LDU, na temida altitude de Quito, o Grêmio não se intimidou. O time gaúcho acertou o travessão, chegou a comandar as ações do jogo, mas acabou derrotado por 1 a 0, no jogo de ida da fase preliminar da Libertadores. Para piorar, a equipe de Vanderlei Luxemburgo perdeu o goleiro Dida, que saiu de campo machucado no segundo tempo.

Leia também: São Paulo goleia o Bolívar por 5 a 0 pela Pré-Libertadores

A derrota foi um castigo injusto para o Grêmio principalmente pelo bom desempenho do time no segundo tempo, quando carimbou o travessão por duas vezes e esteve muito perto de alcançar o empate na partida – e o precioso gol fora de casa. Agora, os gaúchos precisam vencer o jogo da volta por pelo menos dois gols de diferença, na próxima quarta-feira em Porto Alegre, para avançar à fase de grupos da competição. Caso o Grêmio devolva o placar de 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis.

O jogo – Passando por uma renovação em seu elenco e sem a mesma força de anos atrás, a equipe equatoriana encontrou nos cruzamentos sua arma principal na partida. A altitude de 2.800 metros de Quito não teve muito efeito sobre o Grêmio, que realizou parte da pré-temporada na própria cidade. Com qualidade na troca de passes, o time brasileiro foi mais contundente na partida, como nos chutes longos de Pará, aos 8, e de Souza, aos 10 da etapa final, ou na bola no travessão de Souza. Principal reforço do time para a temporada, o chileno Eduardo Vargas entrou no intervalo no lugar de Willian José e foi bem. Veloz e audacioso, deu força aos contra-ataques, apesar de prender um pouco a bola.

Continua após a publicidade

Foi nesse momento, quando o Grêmio dominava o jogo, que dois lances decidiram o jogo. Primeiro, Dida sofreu uma contusão no ombro e foi substituído por Marcelo Grohe. Em seguida, aos 30, os equatorianos abriram o placar. Saritma cruzou e, após a defesa salvar duas vezes, Feraud fuzilou para o gol. Dez minutos depois, quando o Grêmio se recuperou do susto, Marcelo Moreno desperdiçou uma chance na pequena área e Fernando acertou mais uma bola no travessão.

Os bons lances servem de consolo aos gaúchos, que confiam na virada na próxima semana. Caso consiga a classificação, o Grêmio vai entrar no Grupo 8, que já tem o campeão brasileiro Fluminense.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade