Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Grêmio estreia com derrota para o Huachipato em casa

Por Da Redação 14 fev 2013, 21h47

Na estreia de Barcos, André Santos, Welliton e Adriano, o estrelado elenco do Grêmio conheceu a sua primeira derrota na nova Arena. Na noite desta quinta-feira, o time de Vanderlei Luxemburgo foi surpreendido pelo modesto Huachipato, do Chile, na estreia na fase de grupos da Copa Libertadores.

Com o resultado, o Huachipato assumiu a liderança do Grupo 8 da Libertadores, com três pontos e dois gols marcados. O Fluminense, que venceu o Caracas por 1 a 0 na quarta-feira, é o segundo colocado.

Leia mais:

São Paulo perde para o Atlético Mineiro em Belo Horizonte

Fred garante vitória do Fluminense na Venezuela

Continua após a publicidade

O time chileno surpreendeu o brasileiro com uma marcação rigorosa, boa articulação no contra-ataque e constantes deslocamentos do trio Reynero, Falcone e Braian Rodriguez, que confundiu a defesa tricolor e criou boas chances para marcar gols. Já o Grêmio, recém-montado com diversas contratações, sofreu com a falta de entrosamento e pouca inspiração para jogadas individuais.

Os visitantes assustaram a torcida logo aos 14 minutos, com uma bomba de Falcone que Marcelo Grohe espalmou para escanteio. Logo depois, aos 17 minutos, abriu o placar, em contra-ataque bem tramado, que evoluiu para um cruzamento de Braian Rodríguez para a área, onde Falcone, de novo bem colocado, marcou o primeiro gol de um visitante em jogos oficiais na Arena Grêmio.

O atacante Braian Rodriguez deixou a defesa do Grêmio atordoada com sua movimentação, antecipações e dribles. No final do primeiro tempo, ele chutou de longe e exigiu difícil defesa de Marcelo Grohe. Logo depois, se livrou de Saimon e concluiu de novo, mas o goleiro do Grêmio salvou. No início do segundo tempo, em sua terceira chance consecutiva, não perdoou, desviando, de cabeça, para o fundo das redes, uma bola que havia sido cruzada para a área.

O Grêmio conseguiu descontar logo depois, aos oito minutos, em cobrança de pênalti convertida por Barcos. Apesar de reanimar a torcida, o gol não foi suficiente para o time reagir. O jogo seguiu equilibrado e só nos minutos finais os gaúchos tiveram chances de empatar. Aos 40 minutos, Welliton, outro estreante, venceu um zagueiro e ficou diante do gol, mas chutou para fora. Aos 46, Zé Roberto levantou a bola na área, Barcos cabeceou, mas o goleiro Nery Veloso espalmou.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade