Clique e assine com até 92% de desconto

Grêmio e Inter ficam no empate no 1.º Gre-Nal do ano

Por Da Redação 5 fev 2012, 20h55

Por AE

Porto Alegre – Grêmio e Internacional ficaram no empate neste domingo, por 2 a 2, no primeiro clássico do ano, disputado no Estádio Olímpico. Jogando em casa, a equipe tricolor estava pressionada para vencer a partida, já que não se encontra bem posicionada no Campeonato Gaúcho – está com apenas sete pontos e fora do grupo dos quatro primeiros colocados do Grupo 2 pra o mata-mata do primeiro turno após cinco rodadas. O resultado foi bom para o Inter, que está com sete pontos no Grupo 1 e jogou fora de casa e com os reservas, já que os titulares foram poupados para a estreia na fase de grupos da Libertadores, quinta-feira, contra o Juan Aurich.

O Grêmio partiu para cima do Inter no início do jogo. Com todos os titulares e mais entrosado que o time adversário, a equipe criou boas chances de abrir o placar. O Grêmio chegou a balançar as redes de Muriel aos 7 minutos, mas o árbitro anotou, com razão, o impedimento de Marcelo Moreno quando ele escorou de cabeça para Leandro empurrar ao gol.

Aos 14, Marcelo Moreno recebeu dentro da área, pelo alto, e tentou um voleio. A bola bateu na zaga e foi para escanteio. Seis minutos depois, o atacante chutou de fora da área, mas a bola balançou as redes pelo lado de fora.

Apesar da pressão, quem abriu o placar foi o Inter. Aos 21, o argentino Dátolo chutou de longe, a bola desviou na zaga e matou o goleiro Victor: 1 a 0. Quatro minutos depois, o lateral Júlio César sentiu o joelho e foi substituído por Bruno Collaço, que iniciou a jogada do empate do Grêmio. Ele tentou driblar pelo lado esquerdo e foi derrubado. Na cobrança da falta, Marquinhos bateu com efeito, a bola cruzou a área e entrou direto na meta de Muriel.

Continua após a publicidade

Após o gol, o Grêmio seguiu pressionando e, aos 31, o zagueiro Josimar segurou Marcelo Moreno dentro da área. O árbitro anotou o pênalti. Apesar de Kléber ser o batedor oficial, Marcelo Moreno pediu para cobrar e não decepcionou a torcida. Ele chutou rasteiro, no canto direito, sem chances para Muriel: 2 a 1. E o Grêmio quase ampliou o placar em uma bela jogada de Fernando. Ele arrancou, passou por três jogadores do Inter e bateu. Muriel deu rebote, mas Marcelo Moreno caiu na hora da finalização. O Inter pouco criou na primeira etapa e teve seu técnico expulso. Dorival Júnior reclamou e nem voltou do intervalo para o segundo tempo.

Na etapa complementar, o Inter não deixou o Grêmio dominar completamente a partida e se arriscou mais, o que deixou o jogo mais movimentado, embora os lances de perigo não tenham sido criados por meio de jogadas, mas sim através de lances de bola parada.

A equipe da casa teve uma boa oportunidade aos 21 minutos. Em cobrança de falta na entrada da área, Fernando bateu bem, colocado, mas a bola passou rente ao poste de Muriel, que só olhou. Aos 29, o Inter chegou ao empate. João Paulo cobrou escanteio na cabeça do zagueiro Bolívar, que colocou para o fundo das redes.

O Grêmio buscou pressionar o Inter, mas pouco criou no fim da partida. A equipe teve só uma excelente chance aos 45 minutos. Após cruzamento e desvio no meio da área, a bola sobrou para Kléber, que estava livre. Ele cabeceou firme, mas Muriel fez uma grande defesa à queima-roupa. O jogo acabou empatado, e a pressão ficou ainda maior sobre o técnico Caio Júnior e os jogadores do Grêmio, que deixaram o campo sob vaias.

Também neste domingo, o Cruzeiro empatou por 1 a 1 com o Lajeadense, o Caxias bateu oJuventude por 3 a 1, o Veranópolis superou o Santa Cruz por 1 a 1, Avenida e Ypiranga empataram por 2 a 2, o Novo Hamburgo venceu o São Luiz por 3 a 0 e Pelotas bateu oUniversidade por 1 a 0.

Continua após a publicidade
Publicidade