Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

GP da Malásia: Mercedes voa, Hamilton vence. Massa é 7º

Melhor equipe do início de temporada consegue dobradinha na pista de Sepang

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu neste domingo o Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1, no circuito de Sepang, levando a melhor no duelo particular com o companheiro de equipe, o alemão Nico Rosberg, em prova que teve Felipe Massa, da Williams, terminando na sétima colocação. Pole position, Hamilton chegou à sua 23ª vitória na categoria, se igualando a Nelson Piquet, e ficando a apenas mais uma bandeira quadriculada de alcançar a marca do argentino Juan Manuel Fangio, que o colocaria no “top 10” histórico da categoria. Isso não parece muito distante de acontecer: a Mercedes tem dominado completamente este início de temporada, vencendo as duas provas já disputadas e conseguindo uma dobradinha neste domingo.

Leia também:

A classificação geral dos pilotos e os resultados das provas

Em 13 no gridº, Felipe Massa desabafa: ‘Carro não rende na chuva’

Sebastian Vettel critica ronco de novos motores V6

Sem alterar largada, Interlagos começa reforma em junho

Há 30 anos, Ayrton Senna estreava na Fórmula 1

Médico avisa: fãs de Schumacher devem se preparar para ‘o pior’

Atrás dos carros da Mercedes chegou o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, completando o pódio. Massa, por sua vez, fez uma corrida de recuperação depois de um treino de classificação ruim que o colocou na 13ª posição do grid. Depois de uma boa largada, em que saltou para o nono lugar, Massa deixou o finlandês Valteri Bottas, seu colega de time, para trás. O brasileiro foi conquistando posições pouco a pouco. No fim, Massa ainda precisou segurar o companheiro de equipe para terminar em sétimo e marcar os primeiros seis pontos na temporada. O líder do campeonato é Rosberg, com uma vitória e um segundo lugar, somando 43 pontos. A próxima parada do circo da Fórmula 1 é o Bahrein, cujo GP acontece no próximo domingo.

A classificação final do GP da Malásia:

1º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1h40min25s974

2º – Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 17s313

3º – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 24s534

4º – Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 35s992

5º – Nico Hülkenberg (ALE/Force India), a 47s199

6º – Jenson Button (ING/McLaren), a 1min23s691

7º – Felipe Massa (BRA/Williams), a 1min25s076

8º – Valtteri Bottas (FIN/Williams), a 1min25s537

9º – Kevin Magnussen (DIN/McLaren), a 1 volta

10º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 1 volta

11º – Romain Grosjean (FRA/Lotus), a 1 volta

12º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 1 volta

13º – Kamui Kobayashi (JAP/Caterham), a 1 volta

14º – Marcus Ericsson (SUE/Caterham), a 2 voltas

15º – Max Chilton (ING/Marussia), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)

Esteban Gutierrez (MEX/Sauber)

Adrian Sutil (ALE/Sauber)

Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

Jules Bianchi (FRA/Marussia)

Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

Sergio Perez (MEX/Force India)

Próximas provas
Data Local Autódromo
06/04 Bahrein Sakhir
20/04 China Xangai
11/05 Espanha Barcelona
25/05 Mônaco Monte Carlo
08/06 Canadá Montreal
22/06 Áustria Red Bull Ring
06/07 Inglaterra Silverstone
20/07 Alemanha Hockenheim
27/07 Hungria Budapest
24/08 Bélgica Spa-Francorchamps
07/09 Itália Monza
21/09 Cingapura Marina Bay
05/10 Japão Suzuka
12/10 Rússia Sochi
02/11 Estados Unidos Austin
09/11 Brasil Interlagos
23/11 Abu Dhabi Yas Marina
As equipes e pilotos
Equipe Pilotos
Red Bull Sebastian Vettel (Alemanha) Daniel Ricciardo (Austrália)
Ferrari Fernando Alonso (Espanha) Kimi Raikkonen (Finlândia)
McLaren Jenson Button (Grã-Bretanha) Kevin Magnussen (Dinamarca)
Lotus Pastor Maldonado (Venezuela) Romain Grosjean (França)
Mercedes Nico Rosberg (Alemanha) Lewis Hamilton (Grã-Bretanha)
Sauber Esteban Gutiérrez (México) Adrian Sutil (Alemanha)
Force India Nico Hulkenberg (Alemanha) Sérgio Pérez (México)
Williams Felipe Massa (Brasil) Valtteri Bottas (Finlândia)
Toro Rosso Daniil Kvyat (Rússia) Jean-Eric Vergne (França)
Caterham Kamui Kobayashi (Japão) Marcus Ericsson (Suécia)
Marussia Jules Bianchi (França) Max Chilton (Grâ-Bretanha)

(Com agência EFE)