Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Governo de Minas vai analisar contrato do Atlético-MG com a BWA Arenas

Por Da Redação 14 fev 2012, 12h15

Diante da polêmica envolvendo a possível administração do estádio Independência pelo Atlético-MG, a Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo divulgou nota nesta terça-feira, afirmando que ao promover a concessão do estádio, que o objetivo é beneficiar o torcedor mineiro, e esclarece que o edital é claro em relação a quem poderia concorrer à licitação.

‘Não poderá participar da licitação, isoladamente ou em consórcio, a pessoa jurídica ou o fundo: que tenha como administrador ou integrante do seu quadro societário pessoas que ocupem ou tenham ocupado cargos de dirigentes ou de membros do conselho deliberativo de entidades desportivas de futebol’, diz a nota. Caso esta cláusula não seja cumprida, a licitação poderá ser revogada.

Ainda segundo a nota, a empresa Arena Independência formada pela Ingresso Fácil e pela BWA Administração de Arenas tem o compromisso de enviar ao Governo de Minas todos os contratos firmados por ela. Uma cópia do contrato entre Arena Independência e o Atlético-MG já teria sido requisitada para a devida análise e posicionamento.

Nesta terça-feira, representantes da diretoria do Cruzeiro e o presidente da BWA Arenas, Bruno Balsimelli, se reuniram no Independência para discutir uma possível parceria, que desse o direito ao time celeste de mandar jogos no estádio. Acordos comerciais entre Cruzeiro e BWA também foram alvo de conversas.

Continua após a publicidade

Publicidade