Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Gols e provocações de Neymar irritam adversários – que respondem com 7 a 1

Cada vez mais à vontade, brasileiro vem se destacando no Barcelona

Por Da Redação - 29 jan 2015, 09h18

O Neymar da Vila Belmiro chegou definitivamente à Espanha. Um ano e meio depois de tirar o maior craque brasileiro da equipe do Santos, o Barcelona começa a ter a melhor versão de Neymar: goleador, ousado e, sobretudo, decisivo. Nesta quarta-feira, o atacante brasileiro teve uma atuação irretocável ao marcar dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético de Madri, que valeu ao clube catalão uma vaga na semifinal da Copa do Rei. Ele também chamou a atenção por sua personalidade: a cada entrada dura do adversário, Neymar respondia com um drible ou um gesto provocativo. Seu comportamento em campo foi duramente criticado pelos atletas do Atlético, mas foi aplaudido por seus companheiros e por boa parte da imprensa espanhola, que a cada dia se rende mais ao talento do brasileiro.

Leia também:

Protagonista, Neymar marca 2 e Barcelona elimina Atlético

Rio-2016: Neymar quer ganhar o ouro e ver provas de Bolt

Publicidade

Ao lado de Messi, Neymar vira ‘Neygol’ no Barcelona

Lateral Juanfran faz sinal de sete, em provocação a Neymar
Lateral Juanfran faz sinal de sete, em provocação a Neymar VEJA

Tanto na partida de ontem, no Vicente Calderón, quanto na de ida, no Camp Nou, Neymar se desentendeu com os jogadores do Atlético – equipe dirigida pelo argentino Diego Simeone e que tem fama de violenta. Como nos tempos de Vila Belmiro, a cada entrada dura, Neymar parecia mais disposto a driblar e provocar. No intervalo da partida, Gabi e Fernando Torres foram tirar satisfações com o brasileiro por seus gestos em campo.

Na segunda etapa, após nova falta no brasileiro, o lateral espanhol Juanfran tentou desconcentrar o brasileiro de forma inusitada: fez um sete com as mãos, o que foi interpretado pelos espanhóis como uma referência ao 7 a 1 sofrido pelo Brasil diante da Alemanha – partida que Neymar não jogou, pois tinha uma vértebra fraturada. Ao final da partida, Gabi criticou o brasileiro. “Tem uma forma de jogar um pouco peculiar. Faz muitos gestos, sobretudo quando está ganhando”, atacou o capitão do atual campeão espanhol.

“Ele terá problemas em sua carreira. Neymar tem um estilo de jogo diferente. É sua forma de jogar, algum dia vai criar confusões, como criou hoje. Mas se ele gosta…’ comentou Cani, outro meia do Atlético. A postura do brasileiro, porém, foi exaltada por seu treinador, Luis Enrique, que chegou a tirá-lo de campo, pois estava preocupado com o excesso de faltas do rival. “Chegou um momento em que jogo ficou feio e tiramos Neymar para que não esquentasse mais. A atitude de Neymar é a de sempre, com muita ousadia, nos dando muito no ataque e na defesa. Ele entende o futebol assim e ninguém vai mudá-lo. Nos agrada que seja valente.”

Publicidade

A imprensa espanhola também destacou a atuação de Neymar, que já marcou cinco gols em nove partidas contra o Atlético – incluindo seu primeiro gol pelo Barça, em 2013. O diário Sport brincou com um dos apelidos do atacante e com o nome da Copa do Rei: “Copa do Ney”, estampou em sua capa. O As, de Madri, destacou em sua capa os inúmeros lances controversos da partida, mas ressaltou que Neymar esteve “enorme” durante o confronto. Todos os jornais falaram sobre o entrosamento cada vez maior do ex-atacante do Santos com Lionel Messi e Luis Suárez no ataque.

Capa de jornais espanhóis exaltam a atuação de Neymar diante do Atlético de Madri
Capa de jornais espanhóis exaltam a atuação de Neymar diante do Atlético de Madri VEJA
Publicidade