Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goleiro falha e Cruzeiro derrota o Atlético-MG

Rafael Silva confirmou fama de decidir clássicos e marcou o gol da vitória ao aproveitar rebote do jovem Uilson

Com Victor e Giovanni machucados, o jovem Uilson, terceiro goleiro do Atlético-MG, teve que ser escalado como titular no clássico contra o Cruzeiro, neste domingo pela manhã, no Independência, pelo Campeonato Mineiro. E o jovem, de apenas 21 anos, escalado pela segunda vez na carreira, foi determinante na derrota alvinegra por 1 a 0. Não segurou um chute de Élber e soltou a bola nos pés de Rafael Silva, que marcou.

O atacante foi contratado junto ao Vasco apesar de ter sido reserva na campanha que culminou com o rebaixamento dos cruzmaltinos no Brasileirão do ano passado. Mas Rafael Silva tinha a fama de marcar em clássicos, tendo feito gols nos dois jogos da final do Carioca contra o Botafogo e decidido o mata-mata contra o Flamengo na Copa do Brasil.

Neste domingo, confirmou a fama. Estava no lugar certo para pegar o rebote de Uilson e abrir o placar aos 28 minutos do segundo tempo, num momento em que o Atlético jogava melhor. Na comemoração, Rafael Silva “bateu asas” – aparentemente, em uma provocação ao Galo.

Assim como o jovem Uilson, o goleiro cruzeirense também teve atuação decisiva no resultado – mas por bons motivos. Fábio fez pelo menos três defesas difíceis, uma em chute de Marcos Rocha e duas em batidas de Robinho, e evitou o empate, ou até mesmo a vitória, do Atlético-MG, que apesar da derrota jogou bem.

O forte calor em Belo Horizonte e o horário da partida – que começou às 11h – castigaram os jogadores, que fizeram diversas pausas na partida para beber água.

Com o resultado no clássico, o Cruzeiro segue como líder disparado do Campeonato Mineiro, com 23 pontos. Em segundo, o Atlético-MG tem 17.

(Com Estadão Conteúdo)