Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goleiro Cássio quer ficar no Corinthians por ‘muito tempo’

Herói da vitória no Mundial agora sonha em fazer parte da seleção em 2013

“Acho que o interessante é estar jogando, em evidência, fazendo um bom trabalho para ser chamado”, disse Cássio sobre a seleção

A atuação decisiva para a conquista do título do Mundial de Clubes pelo Corinthians pode ter atraído a atenção de equipes estrangeiras por seu futebol, mas o goleiro Cássio garantiu nesta quarta-feira que não pensa em se transferir para o futebol europeu e o que seu desejo é permanecer no clube paulista. “Essas coisas eu deixo com meu empresário, mas estou com a cabeça focada aqui. Não vou falar que não vou sair porque não sei que tipo de proposta pode chegar, mas minha cabeça está toda focada aqui. Minha ideia é renovar meu contrato e ficar muito tempo”, afirmou o goleiro em entrevista à TV Bandeirantes. Cássio chegou ao Corinthians no início do ano, depois de uma passagem apagada pelo futebol holandês.

Leia também:

Baixe edição histórica de VEJA e Placar no tablet. É grátis

Corinthians traz prêmio de R$ 10 mi e vai lucrar ainda mais

Cássio celebra título e defesas no ‘melhor ano da vida’

No começo, o jogador amargou a reserva, mas ganhou chance como titular no mata-mata da Libertadores e teve participação importante na conquista do título continental. Depois de mais um troféu importante, agora ele sonha em ser convocado para a seleção brasileira em 2013. Para isso, ele sabe que precisa continuar atuando em alto nível para ser lembrado pelo novo técnico da equipe, Luiz Felipe Scolari. “Acho que o interessante é estar jogando, em evidência, fazendo um bom trabalho para ser chamado”, disse. O goleiro corintiano voltou a apontar o trabalho de Tite como decisivo para a conquista dos títulos da Libertadores e do Mundial de Clubes. “Ele foi uma pessoa fundamental. Nossa equipe é boa, ele faz o plano de trabalho e nós acreditamos no que ele pede. Foi assim chegamos no nosso objetivo”, explicou.

Leia também:

As histórias da invasão dos loucos corintianos no Japão

A trajetória: da Série B ao título de campeão do mundo

Em seis meses, Guerrero cumpre sua meta no Corinthians

(Com Estadão Conteúdo)