Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goleiro Bruno pode ser transferido e voltar a jogar

Justiça permitiu que condenado vá para Montes Claros, Norte de Minas Gerais

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) avalia a possibilidade de que o goleiro Bruno Fernandes – condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte da modelo Elisa Samudio – volte a jogar futebol. Nesta quarta-feira, o Fórum de Contagem, onde ele foi condenado, deu parecer favorável a sua transferência para Montes Claros, no Norte do Estado.

Caso consiga a mudança, Bruno jogaria no time que leva o nome da cidade e disputa o Módulo II (terceira divisão) do Campeonato Mineiro. O jogador assinou contrato no início do mês. Uma vez na cidade, ele poderia trabalhar durante o dia, mas teria de dormir na cadeia, e ficaria impossibilitado de viajar com o clube.

Para isso, no entanto, ele teria de progredir do regime fechado, que cumpre atualmente, para o semiaberto. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais, o benefício seria dado apenas em 2018.

Um dos defensores de Bruno, Francisco Simim, acredita que a volta aos gramados possa acontecer antes disso. “Há algumas situações que a lei permite que o preso em regime fechado saia para trabalhar e estudar. Utilizaremos esses recursos”, adiantou.

Leia também:

Goleiro Bruno pede liberação da Justiça para voltar a jogar

Relembre os principais fatos do Caso Bruno

Como o goleiro Bruno atraiu Eliza Samudio para a morte

(Com Estadão Conteúdo)