Clique e assine a partir de 9,90/mês

Goleira Hope Solo é pega em exame antidoping mas não será punida

Por Da Redação - 9 jul 2012, 18h58

Nesta segunda-feira, a Agência Antidoping dos Estados Unidos (Usada) divulgou que a goleira da seleção norte-americana de futebol, Hope Solo, foi flagrada em um exame com uso de substância proibida pela entidade e também pela Fifa. Foi atestada a presença de ‘Canrenone’ em uma amostra coletada fora do período de competição, no dia 15 de junho. Assim, a jogadora não será punida e vai somente receber uma advertênci

A substância faz parte da composição de um medicamento receitado pelo medido de Hope Solo, para tratar de sintomas relacionados ao período pré-menstrual. Como ela é classificada como uma ‘substância especificada’ no regulamento da Usada, um exame que alegue a presença de Canrenone pode resultar somente em uma pena reduzida. Muitos dos compostos que constam nesta categoria são suscetíveis a regra de violação da política antidoping de forma não intencional, já que muitas estão presentes em medicamentos comuns e são menos propensas para serem utilizadas como agentes dopante

‘Eu tomei um medicamento prescrito pelo meu médico pessoal para fins pré-menstruais e eu não sabia que continha o diurético. Assim que fui informado, cooperei com a USADA e dividi com eles todo o necessário para a conclusão que eu fiz um erro honesto e que a medicação não melhorou o meu desempenho de forma alguma’, ressaltou Hope Solo, de 30 anos de idade.

Apesar do ‘susto’, a goleira poderá integrar normalmente a delegação de seu país nos Jogos Olímpicos de Londre

Publicidade