Clique e assine a partir de 9,90/mês

Gol de Thiago Silva salva Milan e castiga domínio do Barcelona

Por Da Redação - 14 Sep 2011, 10h18

Desfalcado de peças importantes como Ibrahimovic e Robinho, o Milan comemora um empate heroico contra o badalado Barcelona. Após ser dominado durante a maioria do tempo, o time italiano arrancou nesta terça-feira a igualdade por 2 a 2 com um gol nos acréscimos marcado pelo brasileiro Thiago Silva, de cabeça, em jogo disputado no Camp Nou, na abertura do grupo H da Liga dos Campeões.

Com o resultado, o Barcelona amarga a segunda igualdade seguida quando tinha o placar praticamente dominado. No final de semana, cedeu o empate contra a Real Sociedad, pelo Campeonato Espanhol, depois de ter 2 a 0 ao seu favor.

A partida em território espanhol foi movimentada desde o início. Com 24 segundos, Alexandre Pato marcou o primeiro gol do Milan em linda jogada individual. Antes do empate de Thiago Silva, o Barcelona foi comandado pelo talento de Messi e virou através de Pedro e David Villa.

Veja a galeria de fotos dos jogos da Liga dos Campeões desta terça-feira

Continua após a publicidade

Nos torneios nacionais, o Milan entra em campo pelo Campeonato Italiano no domingo contra o Napoli, no estádio San Paolo. Um dia antes, o Barcelona enfrenta o Osasuna, outra vez em casa, pelo Espanhol.

O Jogo – Ao enfrentar o toque de bola insinuante do Barcelona, o Milan estava ciente de que teria de aguardar um erro do rival. Mas não esperava que a falha pudesse vir tão cedo. Com 24 segundos, Alexandre Pato percebeu a desorganização da zaga adversária, arrancou pelo meio, invadiu a área e abriu o placar com um chute na saída de Valdés.

Em desvantagem, o Barcelona tratou de impor um ritmo forte rapidamente. E começou a criar chances principalmente com Messi, que obrigou Abbiati a grande defesa aos 13 minutos e, pouco depois, ainda acertou a trave em cobrança de falta.

A partida era uma disputa particular do ataque do Barcelona contra a retaguarda do Milan. Mesmo com a habitual consistência apresentada pelas defesas italianas, uma hora não foi possível segurar o talento de Messi. Aos 35 minutos, o argentino apostou em uma jogada individual pela esquerda, passou por Abate e Nesta e achou Pedro, livre na área, para fuzilar Abbiati na pequena área: 1 a 1.

Continua após a publicidade

Logo em seguida, o Barcelona perdeu uma das peças mais importantes da sua engrenagem. Iniesta deixou o gramado lesionado. Porém, a reposição foi feita em alto nível com a entrada de Fabregas.

No segundo tempo, o Barcelona não precisou de tanto tempo para superar a zaga do Milan. Aos quatro minutos, veio a virada com uma cobrança perfeita de falta da meia esquerda de Villa que passou por cima da barreira e entrou no ângulo de Abbiati.

Mesmo depois do gol, a superioridade do Barcelona seguia marcante. Por isso, Massimiliano Allegri resolveu dar mais movimentação ao ataque com a entrada de Emanuelson no lugar do apagado Cassano.

Na reta final do jogo, o Barcelona seguiu com a maioria da posse de bola, porém diminuiu o ímpeto para buscar as finalizações. No fim, acabou castigado. Nos acréscimos, Thiago Silva definiu o placar de 2 a 2 com uma cabeçada, após escanteio da direita.

Continua após a publicidade

Igualdade – No outro jogo do grupo H, os azarões Viktoria Plzen, da República Tcheca, e Bate Borisov, da Bielorússia, também iniciaram a campanha com um empate, mas por 1 a 1. Bakos abriu o placar em favor dos tchecos no fim do primeiro tempo, enquanto o brasileiro Renan Bressan definiu na etapa complementar.

Publicidade