Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Gol de pênalti no final do jogo classifica a Grécia

Vitória sobre a Costa do Marfim por 2 a 1 deu a vaga inédita para as oitavas

Foi no sufoco, mas a Grécia conseguiu vencer a Costa do Marfim por 2 a 1, com direito a pênalti no final da partida, nesta terça-feira, no Castelão, em Fortaleza, e se classificou pela primeira vez na história para as oitavas de final da Copa do Mundo. Aos africanos, que também buscavam a vaga inédita, resta aguardar mais quatro anos para tentar superar a marca. A Grécia terminou a primeira fase com quatro pontos, atrás da Colômbia, que goleou o Japão também nesta terça. Costa do Marfim foi o terceiro, com três pontos, e o Japão, o último, com apenas um. Na próxima fase, os gregos vão enfrentar a Costa Rica no domingo, às 17h (de Brasília), na Arena Pernambuco.

Leia também:

Vídeo: os melhores momentos de Grécia x Costa do Marfim

Colômbia vence a terceira e vai pegar o Uruguai nas oitavas

Japão e Grécia ficam no 0 a 0 e classificam a Colômbia

Colômbia vence Costa do Marfim por 2 a 1

​Pela primeira vez nesta Copa, a Costa do Marfim começou com o atacante Didier Drogba entre os titulares da equipe. A torcida no Castelão festejou ao saber, pelo anúncio do estádio, a presença de Drogba na partida. Os marfinenses também carregavam uma faixa preta no braço, em homenagem a Ibrahim Touré, irmão caçula de Kolo e Yaya, da seleção, que morreu vítima de um câncer.

No começo da partida, Drogba e Chloevas caíram após dividida pelo alto e a partida ficou paralisada. Aos 11, Kone, da Grécia, sentiu dores na coxa e foi substituído por Samaris. No minuto seguinte, Yaya Touré cruzou e o goleiro grego saiu do gol para evitar a finalização de Drogba. A resposta surgiu logo em seguida, com cruzamento de Torosidis, bem defendido de Barry antes da chegada do atacante adversário.

Aos 22, o goleiro da Grécia, Karnezis, sentiu muitas dores nas costas e teve de sair para a entrada de Glykos. Após um pequeno desentendimento entre Chloevas e Aurier, o clima esquentou no Castelão, mas os ânimos foram rapidamente exaltados. Em um contra-ataque da Grécia, aos 32, Chloevas acertou um chute muito forte no travessão. Dois minutos depois, Karagounis bateu falta rasteira com força e Barry agarrou.

Aos 37, Drogba fez falta dura em Samaris e levou cartão amarelo. E aos 42, a zaga africana saiu jogando errado e Samaris chutou para abrir o placar. Um minuto depois, Yaya Touré driblou três jogadores e quase marcou um golaço – a zaga bloqueou o chute.

Leia também:

Marfinense desmente ter chorado no hino por causa do pai

Colômbia vence Grécia e torcida faz festa no Mineirão

Costa do Marfim acorda no segundo tempo e vence o Japão

O começo do segundo tempo começou com bons chutes. Mas os goleiros (e, em alguns casos, a falta de pontaria) ajudaram a manter o placar igual. A Grécia continuou criando boas chances com Salpingidis, que chegou a acertar o travessão, e Christodoulopoulos. Mas o castigo veio aos 28 minutos. Gervinho recebeu ótimo passe de Kalou e tocou para Bony, que havia acabado de entrar, empatar a partida.

Com a classificação encaminhada, a Costa do Marfim se fechou e tentou armar contra-ataques. Os gregos chegaram a colocar outra bola na trave, em cruzamento de Torosidis. Christodoulopoulos, de novo, e Salpingidis, tentaram marcar, mas o jogo ainda reservaria mais emoções.

Após perder um contra-ataque que poderia acabar com as chances da Grécia, os africanos sofreram as consequências. Aos 45 do segundo tempo, com a partida quase no fim, Samaras sofreu pênalti de Sio. Na cobrança, o próprio atacante bateu no canto esquerdo do goleiro e garantiu a vitória e a classificação inédita do país às oitavas.