Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Goiás perde do Atlético-MG, mas avança com gol no fim

Por AE

Belo Horizonte – Com uma inesperada reação no fim, o Goiás estragou a festa do Atlético Mineiro, em sua estreia no novo estádio Independência, e avançou às quartas de final da Copa do Brasil na noite desta quinta-feira. O time anfitrião venceu por 2 a 1, mas não conseguiu reverter a vantagem que os goianos conquistaram na vitória por 2 a 0 na partida de ida.

A classificação do Goiás foi garantida por Felipe Amorim ao balançar as redes aos 39 minutos do segundo tempo. O gol evitou as cobranças de pênaltis, que decidiriam o confronto caso o Atlético tivesse confirmado o triunfo por 2 a 0, com gols de Neto Berola e Mancini. Nas quartas, o time goiano enfrentará o vencedor do confronto entre São Paulo e Ponte Preta. A equipe de Campinas venceu o primeiro jogo por 1 a 0, na quarta.

A partida desta quinta marcava o retorno do Atlético aos jogos em Belo Horizonte no reformado estádio Independência. A última partida disputada na capital foi em junho de 2010. Desde então, os atleticanos vinham jogando em Sete Lagoas porque o Mineirão está em reforma para a Copa do Mundo de 2014.

O clima de festa nas arquibancadas contagiou os jogadores e deixou a partida movimentada desde o início. E, como se precisasse de incentivo, a torcida exultou ao ver o gol de Neto Berola logo aos 6 minutos de jogo. O atacante recebeu bom lançamento de Marcos Rocha e, dentro da área, mandou para as redes.

Berola, porém, ficou pouco tempo em campo. Ele voltou a sentir dores musculares na coxa e deu lugar a Escudero aos 22 minutos. Mas o reserva não decepcionou. Em seu primeiro lance, foi derrubado dentro da área. O veterano Mancini bateu pênalti no centro do gol aos 25 e ampliou a vantagem atleticana, placar que deixava o confronto empatado em 2 a 2 e levava a definição para as penalidades.

Embalado, o Atlético não aliviava e mantinha o ritmo acelerado. Nem mesmo o intervalo arrefeceu o ímpeto dos mandantes. André, impedido, e Mancini levaram perigo antes de completar 5 minutos na segunda etapa. O Goiás respondeu com Ricardo Goulart, que desperdiçou chance incrível aos 13. Sem marcação, cara a cara com o goleiro Giovanni, ele encheu o pé e mandou para fora.

Cauteloso, o técnico Enderson Moreira fechou o Goiás, na tentativa de evitar o terceiro gol e levar o duelo para os pênaltis. Ele sacou Iarley e reforçou a defesa, desacelerando o jogo. Mesmo assim, o time goiano conseguiu levar perigo em lance de Felipe Amorim, que bateu com perigo, em cima do goleiro atleticano, aos 20 minutos.

O atacante voltou à carga aos 39 e não perdoou. Ele investiu pela esquerda, driblou Triguinho e bateu rasteiro no canto, marcando o gol que assegurou o Goiás nas quartas de final.