Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

George Weah concorrerá à presidência da Libéria

Melhor jogador do mundo em 1995, ídolo do Milan é senador em seu país

George Weah, ídolo do Milan na década de 90 e único jogador africano a ser eleito o melhor do mundo, anunciou nesta segunda-feira que tentará se eleger presidente de seu país, a Libéria, no pleito de 2017. O ex-atacante de 49 anos já havia concorrido à presidência em 2005 e à vice-presidência em 2011, mas em ambas as oportunidades viu sua chapa ser derrotada pela de Ellen Johnson Sirleaf, ganhadora do Prêmio Nobel da Paz em 2011. Seu único sucesso na política aconteceu em 2014, quando se elegeu senador, cargo que ainda ocupa.

Em seu discurso do lançamento da campanha nesta quinta-feira, Weah prometeu governar para os pobres caso seja eleito. “Como muitos de vocês, eu fui uma vítima da pobreza. Por muitas vezes eu não pude ir à escola. Eu continuei a luta com a esperança de que um dia a vida ficaria melhor”, declarou o ex-jogador, que deve enfrentar o vice de Sirleaf, Joseph Boakai, no pleito do ano que vem.

George Weah fez muito sucesso no futebol europeu, principalmente com as camisas de Paris Saint-Germain e Milan. Jogando pela equipe italiana, foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa e recebeu a Bola de Ouro da revista France Football, em 1995 – na época, os prêmios ainda não haviam sido unificados. Ele ainda vestiu as camisas de Monaco, Chelsea, Manchester City e Olympique de Marselha na Europa, entre outros, até encerrar a carreira em 2003.

(com Estadão Conteúdo)